TERRAMUNDI Viagens
+55 11 3060-5821

09
-dias-

- - - A PARTIR DE - - -

USD1.637,00

- - - PRINCIPAIS ATRAÇÕES: - - -

Das paisagens com milhares de templos de Bagan à tradicional cultura que circunda o Lago Inle, uma viagem na qual tudo remete a um tempo mágico e a um espaço sem igual e inexplorado.

Encantos de Myanmar

Encantos de Myanmar

A antiga Birmânia, agora aberta para viajantes

Interesses

  • imersao-cultural Imersão Cultural
  • viagem-transcendental Viagem Transcendental

Quando ir

  • Jan
  • Fev
  • Mar
  • Abr
  • Mai
  • Jun
  • Jul
  • Ago
  • Set
  • Out
  • Nov
  • Dez
Quanto tempo ficar

7 a 10 dias



Vale a pena conhecer

Mandalay, Bagan e Lago Inle



QUER UMA PROPOSTA SOB MEDIDA?
----------------- OU ------------------
Quer uma Proposta Sob Medida?

Solicite AquiSolicite Aqui

LigarLigar

Sem contar o tempo de ida e volta, Myanmar requer no mínimo oito dias, que podem ser explorados em uma ordem lógica para facilitar os voos internos: primeiro Yangon, onde param aviões internacionais; depois, os milhares de templos de Bagan; as antigas capitais imperiais de Mandalay e arredores viriam em seguida; e o Lago Inle, acessível por um voo até Heho, finaliza bem o roteiro. Vale a pena conjugar Myanmar com alguns dos países vizinhos do Sudeste Asiático.

MOTIVOS PARA VIAJAR – Recém-aberta ao turismo, a antiga Burma preserva a magia que fascinou desde exploradores como Marco Polo, no século 13, até os colonizadores ingleses do século 19. Das paisagens com milhares de templos de Bagan aos rostos besuntados de pasta branca por toda parte, tudo remete a um tempo mágico e a um espaço sem igual – e praticamente inexplorado por viajantes.


PAISAGEM DA JANELA O cartão-postal por excelência de Myanmar é a sucessão de templos amarronzados espalhados no entardecer de Bagan. Yangon e Mandalay, as duas maiores cidades, são rodeadas por fantásticos templos budistas dourados e têm bairros que fazem lembrar os da Havana cubana, com a decadência elegante de prédios coloniais velhos, cheios de varais de roupas nas fachadas. O Lago Inle tem sua imensidão aquática povoada por palafitas, plantações flutuantes e barcos de pesca.


NÃO DÁ PRA PERDER – Em Yangon, tente estar no Shwedagon Pagoda – o mais importante templo desse país budista – no entardecer, quando suas luzes se acendem: é um delírio para fotógrafos. Na região de Inle, o lago de mesmo nome ganha um charme especial quando se navega com um barqueiro que manipula o remo com uma perna só, enquanto as mãos são usadas para jogar a rede de pesca.


POR QUE IR AGORA Porque se você demorar, excursões do mundo inteiro vão descobrir essa terra quase virgem de turistas e o lugar pode começar a perder o charme de não ser nem um pouco globalizado. Por enquanto, tudo ali é único – ninguém fala inglês, as pessoas têm o hábito de proteger a pele com pasta de thanakha e até a grafia local mais parece um amontoado de pontos e vírgulas.


EXPERIÊNCIAS ÚNICAS – Em Bagan, acorde cedo e siga para a área do parque arqueológico antes de o sol nascer. Seja de bicicleta, de van, de riquixá, o importante é ver o astro-rei dourar as paredes dos templos sagrados. No fim do dia, volte para escolher no alto de qual templo vai se emocionar com o pôr do sol. Se for a época boa, não titubeie em fazer o sobrevoo de balão.


OLHAR TERRAMUNDI – Ainda que os templos sejam fascinantes, nada substitui a experiência de interagir com os birmaneses – e de conhecer as manifestações culturais que melhor os traduzem. Em Mandalay, uma experiência que ajuda a entender as tradições é o espetáculo de marionetes, que tem uma pequena orquestra ao vivo. Para se atualizar na cena artística atual das grandes cidades, recomendamos uma visita à galeria de arte contemporânea TS1, em Yangon. 

1° Dia - Chegada a Mandalay

Pernoite: Mandalay

Chegada ao Aeroporto Internacional de Mandalay, recepção e traslado ao hotel.

À tarde, visita a algumas oficinas locais para aprender sobre as atividades tradicionais da região, como a confecção de finas lâminas de ouro e trabalhos esculpidos em mármore.
O passeio continua com uma visita ao Pagode Kuthodaw que abriga o maior livro do mundo esculpido em mármore, seguido pelo Mosteiro de Shwenandaw todo entalhado em madeira.
Ao entardecer, vale a pena subir até as colinas de Mandalay para apreciar a vista sobre a cidade e contemplar o lindo pôr do sol!


2° Dia - Em Mandalay: passeio pelos arredores

Pernoite: Mandalay

Pela manhã, visita ao Pagode Mahamuni para admirar uma das imagens mais sagradas de Myanmar: o Buda. A estátua é coberta por milhares de folhas de ouro e muitas pedras preciosas.

O restante do dia é dedicado a conhecer os arredores de Mandalay, repletos de locais de interesse histórico e cultural.
Partida em direção a Amarapura, a antiga capital do reino birmanês. Conheça um ateliê de tecelagem, visite a Ponte U-Bein que tem mais de 200 anos e observe também como vivem os mais de mil monges que estudam no Mosteiro de Mahagandaryon.

No caminho de volta a Mandalay, parada em Ava, outra antiga cidade real. Visite o Mosteiro de Bagaya, edificado em madeira teca, e depois o Mosteiro de Me Nu Oak Kyaung, inteiramente construído em alvenaria de tijolos.


3° Dia - Em Mandalay: visita a Mingun. E então, ida para Bagan (voo)

Pernoite: Bagan

Traslado ao porto para seguir de barco por 1 hora até a cidade de Mingun. Enquanto navega pelo rio Ayeyarwaddy, é possível observar o cenário da vida cotidiana que se desenrola às suas margens. Na chegada, saída para visitar o majestoso e inacabado Pagode Pahtodawgyi, que possui um sino enorme de mais de 90 toneladas; e o curioso Pagode Myatheindan, inspirado no Monte Meru (montanha mitológica sagrada para os budistas).
Retorno a Mandalay e traslado ao aeroporto para embarcar com destino a Bagan.


4° Dia - Em Bagan: passeio pela cidade

Pernoite: Bagan

O dia começa em um templo que proporciona uma vista panorâmica de toda a zona arqueológica de Bagan.
Dali, o passeio o levará a conhecer os templos e pagodes mais importantes da cidade: Pagode Shwezigon, com sua grande estupa dourada; Templo de Ananda, considerado a obra-prima da arquitetura de meados do século XVIII e o Templo Thatbyuinnyu, com mais de 60 metros de altura.
Continuação a uma tradicional fábrica de objetos de laca para observar a elaboração de um dos produtos artesanais mais conhecidos de Myanmar. Mais tarde, passeio entre as ruínas dos templos até chegar ao santuário escolhido para subir e contemplar a vista do entardecer.

Nota: Sugerimos o passeio de balão sobre os templos de Bagan logo cedo para presenciar o espetáculo do amanhecer no alto! Esta atividade opcional está disponível de Novembro a Março.


5° Dia - Em Bagan: mais um dia reservado para explorar a região

Pernoite: Bagan

Saída para descobrir o colorido mercado local de Nyaung-U antes de visitar o Templo de Dhammayangyi, o maior de todos em Bagan.
Em seguida, partida em direção ao vilarejo de Myingabar para conferir o artesanato em laca, e depois visitar uma autêntica aldeia birmanesa onde é possível sentir de perto a vida do povo rural.
O dia chega ao fim com um passeio a bordo de uma pequena embarcação ao longo do rio Ayeyarwaddy durante o pôr do sol.


6° Dia - Ida de Bagan para Heho (voo). Traslado até Nyaung Shwe e passeio de barco pelo Lago Inle

Pernoite: Lago Inle

Traslado ao aeroporto e embarque com destino a Heho.
Chegada e traslado rumo ao vilarejo de Nyaung Shwe, porta de entrada para o Lago Inle. Durante o caminho, parada para visitar o mosteiro de madeira Shwe Yan Pyay.

Antes do almoço, desfrute de um passeio de barco pelo Lago Inle, famoso não só pelas suas aldeias flutuantes de palafitas, mas também pela forma peculiar de pesca local, onde os pescadores mostram muito equilíbrio e habilidade.
À tarde, saída para visitar o Mosteiro de Nga Phe Chaung e o Pagode Phaungdaw Oo, o principal santuário do lago que contém cinco imagens sagradas de Buda cobertas em folhas de ouro.


7° Dia - Em Lago Inle: visita a vila de Indein

Pernoite: Lago Inle

A manhã começa com um passeio de barco encantador, seguido de uma visita a um dos mercados locais frequentados pelos moradores das tribos que descem das colinas para vender seus produtos.
De lá, o passeio segue para a vila de Indein, localizada na margem ocidental do Lago Inle, ideal para vivenciar o dia a dia dos locais. Ali, os pães típicos do estado de Shan são muito consumidos e merecem ser experimentados.
Visita ao complexo de pagodes e estupas que fica no topo de uma colina, ainda pouco visitado. A última parada do dia é numa fábrica de seda para observar as birmanesas trabalhando artesanalmente em teares.


8° Dia - Ida do Lago Inle para Heho. E então, embarque para Yangon (voo)

Pernoite: Yangon

Traslado ao aeroporto de Heho e embarque com destino a Yangon. Chegada e traslado para o hotel.

À tarde, passeio panorâmico pela maior cidade de Myanmar, com visita ao Pagode Chauk Htat Gyi que abriga a figura reclinada do Buda com mais de 70 metros de comprimento; e ao Mercado Bogyoke com centenas de lojas de artesanato.
Finalmente, chega o momento de conhecer a joia arquitetônica de Yangon: o impressionante complexo do Pagode Shwedagon, com destaque para a grande estupa dourada e os templos ao redor.


9° Dia - Saída de Yangon

Traslado ao aeroporto e embarque em voo de volta ao Brasil.


RESERVE SUA VIAGEM
  • the-loft-hotel

    The Loft Hotel

    O hotel-butique fica no coração de Yangon, a maior cidade do país, em plena Rua York, onde acontece diariamente uma charmosa feira de flores. Mas bem poderia estar em Nova York: as acomodações são lofts de decoração supercontemporânea.

  • blue-bird-hotel

    Blue Bird Hotel

    Uma estadia ideal para quem quer entrar em contato com a hospitalidade e a cultura birmanesa. O hotel-butique está localizado no tranquilo, charmoso e tradicional vilarejo de Nova Bagan, repleto de coloridas feiras matinais, restaurantes e lojas de artesanato.

  • aureum-palace

    Aureum Palace

    O Aureum Palace é um resort e spa luxuoso localizado em pleno sítio arqueológico de Bagan. Como se não bastasse, possui uma torre panorâmica com vista deslumbrante para as ruínas mais fantásticas de Myanmar, para os jardins tropicais e para o lago do próprio hotel.

  • la-maison-birmane

    La Maison Birmane

    Um hotel-butique com dez bangalôs que rodeiam um belo jardim, onde crescem os morangos e as bananas servidos no café da manhã. A mistura da arquitetura asiática moderna com as tradicionais casas de madeira de Myanmar dá um toque autêntico a esse oásis.

  • mandalay-hill-resort-hotel

    Mandalay Hill Resort Hotel

    O ponto alto do hotel mais sofisticado da cidade é a vista que oferece de todos os quartos. Situado no sopé da emblemática Mandalay Hill e bem diante do belo Palácio Real, permite observar a série de templos da capital cultural de Myanmar.

Passagem aérea apenas nos trechos internos
Bilhete aéreo em classe econômica nos trechos Mandalay / Bagan / Heho / Yangon, emitido localmente.
Franquia de bagagem de até 20kg.

Hospedagem
2 noites com café da manhã em Mandalay;
3 noites com café da manhã em Bagan;
2 noites com café da manhã em Lago Inle;
1 noite com café da manhã em Yangon.

Refeição
8 almoços em restaurante local (1º ao 8º dia)

Traslado
Transporte terrestre em veículo privativo com ar condicionado;
Assistência em inglês na chegada ao Aeroporto Internacional de Mandalay.

Passeio
Visitas mencionadas no roteiro em serviço privativo com guia local em idioma espanhol;
Bilhete de entrada aos monumentos.

Assistência Internacional
Plano ASSIST CARD. Consulte-nos sobre informações e coberturas incluídas.

Não inclui
⋅ Imposto de remessa ao exterior (IRRF) de 6,38%;
⋅ Passagem aérea desde o Brasil e taxas de embarque;
⋅ Despesas com documentação;
⋅ Despesas pessoais como telefonema, lavanderia e gorjeta;
⋅ Passeios além dos citados neste programa;
⋅ Refeições e bebidas não citados nos itens incluídos;
⋅ Qualquer outro item não mencionado como incluído.

Notas importantes
⋅ Em Lago Inle o transporte é feito em barco;
⋅ Os passeios estão sujeitos a condições climáticas;
⋅ Preços não válidos para período de feriados locais, Natal e Ano Novo.
Formas de pagamento da parte terrestre

Parcelamento em cartões de crédito:
Visa, Mastercard ou Diners: 35% entrada (depósito bancário) + 6 parcelas iguais sem juros no cartão
Amex: 40% entrada (depósito bancário) + 4 parcelas iguais sem juros no cartão

Importante:
- Os cartões de crédito aceitos devem ser de pessoa física e emitidos no Brasil. A primeira parcela do cartão será debitada na data da sua próxima fatura.
- Cartões de crédito emitidos fora do país: o pagamento deverá ser feito à vista, em parcela única.

Parcelamento em cheques: 
35% entrada (depósito bancário) + 6 parcelas iguais sem juros (cheques pré datados) 
35% entrada (depósito bancário) + 7 parcelas iguais sem juros (cheques pré datados) *

* Forma de pagamento especial para fechamento de viagens com antecedência superior a 30 dias do embarque.

Importante:
- Não aceitamos cheques de terceiros ou de pessoa jurídica.
- Não aceitamos cheques de contas com menos de 6 meses da abertura.

 Pagamento à vista: 4% de desconto (depósito bancário)

 *A cotação do dólar/euro será atualizada ao dia do pagamento do pacote de viagem.