Scroll to top

Vinhos da Nova Zelândia: veja onde encontrar os melhores!


terramundi - 5 de setembro de 2018 - 0 comments

Vinhos! Ah, como são bons…certo? E não é difícil encontrar alguém que curta fazer viagens pensando neles. Você? Se nunca fez isso, acredite, é uma ótima ideia! E melhor ainda se fugir dos lugares comuns e for além! Se quiser começar pelo começo, a dica é Mendoza, a mais importante – e cênica – região produtora de bons vinhos argentinos que encanta com suas vinícolas e wine bars. Mais autêntico? Nova Zelândia!!! É sobre ela que vamos falar: destino para curtir paisagens e comer e beber muito bem!

 

 

Pra começar a história, mais de 98% da área de vinhedos neozelandesa opera sob programas de sustentabilidade auditados. O comprometimento dos produtores com a qualidade, antes da quantidade, acabou por render ao país a reputação de produtora premium – e ela é pioneira em avanços tecnológicos ligados ao tema. Quer saber onde encontrar os melhores vinhos? Veja as regiões produtoras:

 

 

Vale uma dica de ouro: a cidadezinha de Napier, na Ilha Norte, é esquecida para a maioria dos viajantes, mas vale a visita para quem tiver um tempinho extra. Além de ser uma graça, num autêntico estilo Art Deco, com arquitetura da década de 30, está localizada na segunda maior região produtora de vinhos do país.

Atividades populares na orla em Napier

  • Faça um passeio pela colônia de gansos-patola, lar para mais de 15.000 dessas surpreendentes aves marinhas. Se desejar, jogue uma partida de golfe em Cape Kidnappers Golf Course, classificado entre os melhores campos no mundo pela Golf Magazine.
  • Faça um passeio a pé pelas redondezas de Napier para apreciar alguns dos melhores edifícios e arquitetura no estilo Art decó.
  • Faça uma excursão para degustação de vinhos ou visite uma cafeteria para apreciar um dos vinhos Merlot, Cabernet, Sauvignon ou Syrah que tornam famosa a Hawke’s Bay.
  • Hawke’s Bay tem mais de 133 km de trilhas exclusivas para ciclismo fora da estrada. A experiência de ciclismo conduz você pelo maravilhoso cenário, incluindo pomares, litoral, vinhedos, bem como visitas a vinícolas, cafeterias locais e muito mais.

Outra cidade que geralmente fica de fora dos roteiros é Nelson, no norte da Ilha Sul. Por ali existem mais de 350 artistas e artesãos atraídos pelo sol que reina quase que o ano inteiro por ali.

Atividades populares em Nelson

  • Caminhar pelas areias ensolaradas de Golden Bay ou seguir para o interior de Takaka para ver as águas incrivelmente claras das maiores fontes de água doce da Nova Zelândia.
  • Siga pela trilha de Abel Tasmanem uma caminhada de 3 a 5 dias, ou, para ter uma perspectiva diferente.
  • Faça um passeio em caiaque de mar ao longo da costa e veja uma colônia de focas e pinguins azuis boiando na água.
  • Ou apenas relaxe. Sente-se ao sol, aprecie um vinho de uma das vinícolas locais, e jante as famosas vieiras de Nelson Bay.

 

 

Se prefere algo mais original ainda, a dica é North Canterbury – Christchurch, onde fica The Food Farm.   Lá,  Nick Gill e Angela, produzem bons vinhos com rótulos divertidos da grife caseira, a Tongue in Groove:  ilustrados por montagens com os rostos de amigos produtores. Vinhos orgânicos e biodinâmicos como aqueles são cada vez mais difundidos no país. Outra vinícola para apreciá-los: a Black Estate, uma construção de design contemporâneo eleita recentemente o melhor restaurante de vinícola do país! Ah, sim, a Black State só trabalha com uvas sem aditivos e que são colhidas artesanalmente (veja a experiência da chef de culinária natural Bela Gil por lá!).

 

…Pois é, a Nova Zelândia é um país diverso e cheio de atrativos – e o vinho é um deles!  Além disso, ele tem todo o charme que une países abaixo da linha do equador e é um dos mais espetaculares destinos de montanhas do mundo!

 

Posts Relacionados