Scroll to top

Turismo histórico: 5 países que não podem faltar no seu roteiro


terramundi - 23 de maio de 2019 - 0 comments

O homem está em movimento há milhares de anos, mas em nenhum outro momento das civilizações foi tão fácil viajar quanto hoje, seja por terra, mar ou ar. Todo esse movimento sempre teve um lastro – a história. E essa facilidade atual de ir e vir tem um grande benefício àqueles que se aventuram pelas fronteiros mundo afora: o turismo histórico permite ver cada lugar de perto, seja o que mudou o rumo das navegações ou o que abriga templos sagrados.

Quer saber quais países não podem ficar de fora da lista de quem gosta de turismo histórico? Vem com a gente!

1. Japão

 

Quando o assunto é história, muitos pensam imediatamente em grandes ruínas, museus e afins. Mas, se existe um lugar que respira história milenar, esse lugar é o Japão. Uma potência econômica que atrai pessoas para fazer negócios e também turistas em busca de diversão, além de cenários deslumbrantes, famosas flores de cerejeira e o Monte Fuji.

Agora imagine: é lá onde estão templos sagrados, construídos séculos antes de Cristo. Isso sem mencionar as cidades feudais, os festivais milenares, os rituais das gueixas e o passado recheado de imperadores e samurais. Quer história mais recente? Tem também: o Parque Memorial da Paz, que guarda a Cúpula da Bomba Atômica em Hiroshima, é um exemplo de lembrança que traz a reflexão sobre atitudes do homem moderno.

 

2. Grécia

Turismo histórico na Grécia

 

Você já deve saber, mas não custa lembrar: a Grécia é o berço da civilização ocidental. Assim, o país é morada para memórias de mais de três mil anos, prontas para serem exploradas. Se prepare para caminhar por ruelas em que Platão e Aristóteles perambularam e que continuam vivas em Atenas. Foi por esses caminhos – entre construções com arquitetura tão característica – que conceitos como a filosofia e a democracia foram descobertos e debatidos.

 

3. Turquia

 

Istambul se estende por dois continentes, marca o meio do mundo desde quando era a capital dos impérios Romano e Otomano e está rodeada pelas belas águas dos mares Mediterrâneo, Negro e Egeu. Ah, sim, ela também tem a maior área urbana da Europa e do Oriente Médio, com mais de 14,4 milhões de habitantes.

História não falta por ali – há séculos de memória nas Muralhas de Constantinopla, por exemplo. No Monte Nemrut, Patrimônio Histórico da Humanidade, estátuas milenares cultuam deuses gregos. E, no centro do país, a Capadócia desnuda cidades subterrâneas misteriosas e habitações escavadas em montanhas em meio a patrimônios históricos riquíssimos.

 

4. Peru

Turismo histórico no Peru

Embora a cidadela de Machu Picchu seja a memória mais conhecida da história peruana, o país data além: são 20 mil anos de civilização e rica cultura. Desde sua primeira povoação, pela sociedade Caral, as terras andinas receberam também diversas outras civilizações pré-incaicas que deixaram um grande patrimônio arqueológico em diferentes regiões do Peru. Ao norte, por exemplo, as cidades de Chiclayo e Trujillo guardam ruínas de mais de 5 mil anos, enquanto uma visita ao sul leva a incrível construção dos incas, Machu Picchu. Logo ao lado está a ex-capital do Império Espanhol, Cusco, que até hoje mantém fortes as raízes coloridas e indígenas da cultura andina.

E enquanto quase todo Peru proporciona uma viagem ao passado, Lima se moderniza cada vez mais e encanta por seu charme e sabores da gastronomia estrelada.

 

5. Armênia

Turismo histórico na Armênia

Apesar de ser um destino pouco conhecido, a Armênia é um daqueles lugares que você precisa de tempo para compreender por ter uma história densa. Sua localização já diz muito a respeito de seu passado: o país está na região entre Europa e Ásia, entre Oriente e Ocidente, entre o Mar Negro e o Mar Cáspio, ao sul da Cordilheira do Cáucaso. Essa posição a tornou vulnerável às invasões romana, árabe, mongol e persa e colocou a nação espremida entre dois gigantes – o Império Otomano e o Império Russo.

Toda esta mistura de etnias fez com que a população armênia enfrentasse um grande genocídio, capítulo que marca a história do país até hoje. A recente independência do país é percebida em uma caminhada pelas ruas da capital, Erevan, que concentra indícios dos anos de dominação e suplício do país.

 

Por que viajar com a TERRAMUNDI

Conhecemos as raízes legítimas dos cenários para onde viajamos e nos mantemos sempre antenados com a dinâmica global. Levamos às pessoas o conhecimento das melhores rotas, a absorção do seu conteúdo, o raro acesso ao exclusivo.

Posts Relacionados