TERRAMUNDI Viagens
+55    11 3060-5823

13
-dias-

- - - A PARTIR DE - - -

BRL9.666,00

- - - PRINCIPAIS ATRAÇÕES: - - -

Conheça o norte brasileiro em uma experiência única: Belém, Marajó, Alter do Chão e Amazônia. Aprofunde-se nas paisagens amazônicas e na cultura ribeirinha através do Juma Lodge.

ilha-de-marajo

Grandes Cenários | Juma

Interesses

  • ao-ar-livre Ao Ar Livre
  • em-familia Em Família
  • imersao-cultural Imersão Cultural
  • viagens-em-grupo Viagens em Grupo
  • vida-selvagem Vida Selvagem

Quando ir

  • Jan
  • Fev
  • Mar
  • Abr
  • Mai
  • Jun
  • Jul
  • Ago
  • Set
  • Out
  • Nov
  • Dez
Quanto tempo ficar

13 Dias



Vale a pena conhecer

Belém, Ilha do Marajó, Alter do Chão e Amazônia



QUER UMA PROPOSTA SOB MEDIDA?
----------------- OU ------------------
Quer uma Proposta Sob Medida?

Solicite AquiSolicite Aqui

LigarLigar

1° Dia - (Quarta) - Chegada em Belém

Pernoite: Belém

Embarque com destino ao Aeroporto de Belém. Chegada, recepção e traslado para o hotel.
Restante do dia livre para explorar temas do seu interesse.

Nota: escolher um voo com chegada até às 15h00 para passar o fim de tarde na Estação das Docas, complexo cultural e de lazer instalado em galpões de ferro inglês do século 19, completamente restaurados, na margem da Baía do Guajará – a sugestão é você degustar cervejas artesanais com sabores regionais, na Amazon Beer e, em seguida, jantar no restaurante regional Lá em Casa, famoso pela organização do Festival de Gastronomia “Ver-o-Peso da Cozinha Paraense”, onde recomendamos experimentar o “corridinho de peixe”, uma degustação dos melhores peixes da Amazônia, servido em duas partes e acompanhado de sorvete de cupuaçu de sobremesa. (Refeições: não incluídas).


2° Dia - (Quinta) - Belém - City tour Descobrindo Belém

Pernoite: Belém

Saída por volta das 08:30, após o café da manhã, para um passeio por Belém com visita ao Mercado do Ver-o-Peso, aonde chega, de todas as partes do interior do Estado, produtos extraídos da floresta e dos rios da Amazônia, um grande mosaico de cores, aromas e sabores amazônicos, tão característicos do Pará. Continuação da caminhada pela Cidade Velha, para conhecer um dos acervos históricos e arquitetônicos mais ricos do país, passando pelas estreitas ruas onde a cidade começou até o Complexo Feliz Lusitânia, que abriga a Catedral da Sé, Museu de Arte Sacra, Casa das Onze Janelas, Forte do Castelo e Museu do Encontro, espaço que abriga peças e objetos que remetem à ocupação de Belém, além de peças de cerâmica marajoara e tapajônica, encontradas em sítios arqueológicos no interior da Ilha de Marajó e Região do Tapajós.
Continuação do passeio com deslocamento de carro até a Praça da República, para visita ao Theatro da Paz, um remanescente da época áurea do ciclo da borracha que durante boa parte do ano recebe companhias de ópera e peças de teatro do Brasil e do mundo.
Em seguida, Estação das Docas um complexo cultural e de lazer instalado em galpões de ferro inglês do século 19, completamente restaurados, na margem da Baía do Guajará.
Por volta das 13:00, término do passeio com parada para almoço.
Caso você tenha visitado a Estação das Docas no dia anterior (conforme sugestão proposta), você pode almoçar no Restaurante “Point do Açaí” e experimentar, o açaí à moda paraense, com peixes fritos. Contudo, se você não quiser ser tão radical, uma ótima opção é experimentar uma das melhores combinações preparadas:  o “filhote”, um dos peixes nobres dessa parte da Amazônia, a dica é pedir “filé de filhote ao tucupi reduzido”, acompanhado de arroz de jambú, camarão e farofa de chicória”.
Caso contrário, a parada é na Estação das Docas e a sugestão de almoço é no restaurante regional Lá em Casa, famoso pela organização do Festival de Gastronomia “Ver-o-Peso da Cozinha Paraense”. Lá, o serviço de buffet inclui pratos tradicionais da gastronomia paraense, como o pato no tucupí e a maniçoba, dentre outros, mas não esqueça, coma um pouco de cada vez, não misture os sabores e faça tudo sem pressa!
Às 14:30 o carro estará aguardando para levá-lo de volta ao hotel. Se desejar permanecer mais tempo no local, é recomendável retornar ao hotel utilizando o serviço de taxis credenciados da própria Estação das Docas.

3° Dia - (Sexta) - Belém - Ilha do Marajó: Comunidade e Praia do Céu e Experiência Gastronômica em Queijaria Marajoara

Pernoite: Soure

Traslado do hotel em Belém para o Terminal Hidroviário e partida em direção à Ilha do Marajó.
Quando usada a saída preferencial, sua viagem durará cerca de 2 horas navegando pelo estuário do rio Amazonas, atravessando a região insular de Belém, depois a Baía de Marajó, até a chegada em Soure para acomodação.
 
Nota: o horário de chegada previsto é as 10:30, porém por padrão o check-in nos hotéis ocorre apenas a partir das 13:00. Quando houver disponibilidade no hotel escolhido, o check-in poderá ser antecipado, mas quando isso não for possível, seu anfitrião estará pronto para antecipar algum passeio.
 
Visita à Comunidade e Praia do Céu – após desembarque, seguir em direção à Vila do Pesqueiro, de lá travessia até a Praia Céu. O almoço será na Vila Céu, uma pequena comunidade pesqueira, com parada para descanso e banho de praia.
 
Experiência Gastronômica em Queijaria Marajoara - seguir de carro até uma queijaria marajoara para conhecer o processo semi-industrializado de produção do queijo de Marajó. Aqui não se produz mozzarella de búfalo, apenas o tradicional queijo de Marajó com leite de búfala. Você irá conhecer a fazenda, passeando em cavalos, búfalos e/ou charretes e participará de um menu degustação de queijos, doces e ervas.
Retornamos ao hotel após o pôr-do-sol. Noite livre.


4° Dia - (Sábado) - Descobrindo a Cerâmica Marajoara, Passeio de barco no Furo Miguelão e Descobrindo a dança do carimbó

Pernoite: Soure

Descobrindo a Cerâmica Marajoara – após o café da manhã, partida para conhecer o entorno da cidade e descobrir a Cerâmica Marajoara. Visita ao Ateliê de Cerâmica Marajoara do Artesão Carlos Amaral, que reproduz peças baseadas na cultura Aruan, última etnia indígena a habitar Marajó; Visita também o Ateliê do  Artesão Ronaldo Guedes, artista contemporâneo, que reproduz peças cerâmicas baseadas nas diversas etnias indígenas que habitaram Marajó, além de peças em madeira coletada nas praias e manguezais.
 
Vila de Pescadores e Praia Pesqueiro – saída para visita à Vila de Pescadores na praia Pesqueiro para conhecer o modo de vida da comunidade.
Passeio de barco a motor no furo Miguelão – com a maré alta, saída em direção ao trapiche, localizado na margem do rio Paracauary, de onde partirá o barco regional motorizado com destino ao Furo Miguelão, caminho pelo rio sob a floresta de mangue e floresta de igapó, construído com força humana, na primeira metade do século 20, para encurtar a navegação entre as fazendas da região. Parada para banho de rio. Retorno ao hotel em seguida.
 
Descobrindo a dança do carimbó – quando disponível, assistir ao ensaio de grupo de tradições marajoaras, apresentando o tradicional ritmo do carimbó, dança de origem indígena, que recebeu influências das culturas negra e portuguesa, presente na cultura marajoara desde o período colonial. Retornamos ao hotel após atividade.
Nota: Os ensaios dos grupos de tradições folclóricas são realizados durante a semana e são abertos ao público em geral e estão sujeitos à confirmação.


5° Dia - (Domingo) - Praia de Joanes - Belém

Pernoite: Belém

De manhã, atravessar o rio Paracauary, em direção ao município de Salvaterra, seguindo pela PA-154 para chegar à vila de Joanes, conhecida por ser o local escolhido pelos portugueses para iniciar a colonização dessa região no século 17. Seguir para a Praia Grande para passar o resto da manhã em um dos restaurantes da praia. Se você desejar, faça uma pequena caminhada pela praia, de aproximadamente 600m, e  visite as ruínas da igreja erguida pelos Jesuítas e o mirante natural sobre a falésia, de onde se tem uma visão panorâmica da Baía de Marajó.
Traslado para o porto Camará para embarque de retorno com destino à Belém. Chegada à Belém seguida de traslado para o hotel. Pernoite.
 


6° Dia - (Segunda) - Belém / Santarém - Chegada à Alter do Chão

Pernoite: Alter do Chão

Traslado do hotel para o Aeroporto em Belém e embarque com destino ao Aeroporto de Santarém. Chegada, recepção e traslado para a Vila de Alter do Chão, acomodação no hotel. Restante do dia livre para atividades independentes. 

7° Dia - (Terça) - Alter do Chão - Serra da Piraoca e Ponta do Cururu

Pernoite: Alter do Chão

Café da manhã no hotel, e manhã livre para atividades independentes.
Às 15h00, saída para visita ao pequeno centro de Alter do Chão e sua praia de águas transparentes. Faremos travessia de barco para a praia localizada entre Lago Verde e o rio Tapajós.
Início da caminhada em direção a Serra da Piraoca, que é a elevação principal da região, neste percurso a presença da vegetação de cerrado é constante até começar a subida íngreme, mas relativamente curta. Depois de uma hora de caminhada, alcançaremos o topo da serra, onde teremos uma visão de 360 graus do rio Tapajós que em alguns trechos atinge uma largura de mais de 20 km, o Lago Verde com inúmeras baias, o Amazonas ao norte e Alter do Chão ao sul. Este é o ponto de grande beleza cênica da Floresta Nacional do Tapajós, o retorno requer cuidado na descida. O pôr do sol será contemplado na Ponta do Cururu, depois uma parada para um banho nas águas do Tapajós.
Retorno ao hotel por volta das 19h00.


8° Dia - (Quarta) - Alter do Chão - Lago Verde, Ponta de Pedras e Ponta do Jarí

Pernoite: Alter do Chão

Café da manha no hotel, e em horário predeterminado saída para início da travessia do Lago Verde em canoa canadense ou lancha com destino a uma baía com vegetação submersa. As árvores são pequenas com troncos grossos, a paisagem é belíssima, com possibilidade de visualização de peixes e observação de aves. O desembarque será numa pequena praia prosseguindo por uma trilha com destino a comunidade de Ponta de Pedras, a vegetação é composta de savana, um tipo de cerrado e floresta. Um destaque na trilha é a seringueira (Hevea Brasiliensis) de grande importância econômica para a Amazônia no século passado.
Parada para um breve descanso, seguindo de lancha ate a ponta do Jarí, um canal natural de ligação entre o rio Tapajós (águas claras) e o Amazonas (águas barrentas). A Ponta do Jarí é uma área inundada e dormitório de papagaios e garças, a revoada pode ser observada ao entardecer ou amanhecer, dependendo do período do ano é possível à observação dos jacarés.


9° Dia - (Quinta) - Alter do Chão - Comunidade Jamaraquá

Pernoite: Alter do Chão

Café da manhã no hotel, e em horário predeterminado, saída para visita à comunidade de Jamaraquá, localizada dentro da Floresta Nacional de Tapajós, o acesso pode ser feito de 4x4 ou barco, conhecendo as praias de Pindobal ou Aramanai. A comunidade faz parte do projeto de apoio ao manejo florestal sustentável da Amazônia, o passeio propicia ao visitante conhecimento sobre a utilização dos recursos naturais pelas populações ribeirinhas. A comunidade vive da produção de farinha de mandioca, feijão e arroz para subsistência. O couro ecológico (artesanal) é a nova fonte de renda, durante a visita é possível conhecer todo processo de transformação do látex em produtos ecologicamente corretos. Visita às Praias de Cajutuba para banhos, e no final da tarde retorno para Alter do Chão, com chegada prevista para as 20h00 ao hotel. 

10° Dia - (Sexta) - Alter do Chão - Santarém / Manaus - Juma Lodge

Pernoite: Juma Lodge

Café da manhã no hotel e check out, em horário pré-determinado e previamente informado pelo receptivo, traslado para o aeroporto de Santarém para embarque com destino ao Aeroporto de Manaus. 
Chegada em Manaus, recepção e traslado às 13h30 para o Juma Lodge.
O traslado de Manaus para o Juma é dividido da seguinte forma:

Trecho 1 (45 minutos): Partindo do Porto do Ceasa em Manaus até a Vila do Careiro – barco rápido. Durante este trecho o barco passa pelo Encontro das Águas na ida e pelo Flutuante do Pirarucu na volta.

Trecho 2 (1 hora): Vila do Careiro até o Rio Maçarico - veículo fretado (Rodovia BR 319 Manaus - Porto Velho). Parada no caminho para ver as vitórias-régias.

Trecho 3 (1 hora): Rio Maçarico até o Juma Amazon Lodge - barco rápido. Primeiro contato mais íntimo com a floresta, passando por furos e igarapés.

Acomodação no hotel e jantar. Durante a noite, saída à procura dos jacarés da Amazônia. O guia dirige a lanterna para as margens do rio e fixa a luz em um jacaré, que fica parado para observação. O guia também pode capturar o jacaré e colocá-lo a bordo do barco para ser examinado, mas não se preocupe, logo depois o animal é devolvido ao rio ileso.
Os traslados possuem todas as condições de segurança necessárias e o máximo de conforto. Os barcos são equipados com coletes salva-vidas e possuem áreas cobertas para que os turistas se protejam do sol.

Atenção: no traslado de barco existe um limite de bagagem de 10kg por cliente, o restante da bagagem poderá ficar no escritório da Juma em Manaus.

Nota: Há também a opção de um traslado pela manhã, com saída limite às 7h30 para clientes hospedados em Manaus (o horário de pick-up varia conforme o hotel). Nesta opção está incluído um almoço e um tour de reconhecimento, feito de canoa.

11° Dia - (Sábado) - Juma Lodge - Amanhecer, Caminhada na Floresta, Passeio ao redor do hotel e Pesca de Piranhas

Pernoite: Juma Lodge

Início do dia com o passeio do nascer do sol. Durante o amanhecer, é possível observar as maravilhosas mudanças de cor do céu amazônico acompanhado do canto dos pássaros (os guias dispõem de binóculos para a observação deles).
Retorno ao lodge para apreciar um delicioso café da manhã com frutas e alimentos típicos da região antes da caminhada na floresta. Neste passeio, feito sempre em trilhas pouco exploradas, o guia passará noções de sobrevivência na mata, fornecendo explicações sobre a vida selvagem amazônica e mostrando plantas que são comestíveis, medicinais e úteis para várias outras coisas.
Retorno ao Juma Amazon Lodge e almoço que combina a culinária regional e internacional.
Após o almoço, saída para um passeio ao redor do hotel. O Juma, todo construído em palafitas, será visto de um outro ângulo: de baixo. É muito interessante entender como o hotel foi construído. O passeio é feito de barco (no período da cheia) ou a pé (no período da seca). Mais tarde, saída para a pescaria de piranhas. Embarque em um barco para pescar a famosa piranha e também outros peixes da região amazônica.
Apreciando o pôr do sol, retorno a o Juma. O jantar será complementado com os peixes que foram pescados feitos à moda Amazônica. Mais tarde um dos guias fará uma palestra informal contando sobre sua própria vida (os guias são nativos) e sobre os costumes e lendas dos ribeirinhos.

12° Dia - (Domingo) - Caminhada e piquenique na Floresta – Visita à Casa do Caboclo

Pernoite: Juma Lodge

Depois de um apetitoso café da manhã, saída para uma caminhada na floresta, seguida por um piquenique com culinária regional feita na brasa. Após o almoço, descanso em redes.
À tarde, visita à casa de um caboclo ribeirinho. Ele falará sobre plantas medicinais e demonstrará, dentre outras coisas, como é feita a farinha de mandioca, principal atividade econômica da região.
Retorno ao lodge para o jantar com culinária regional e internacional.

13° Dia - (Segunda) - Juma Lodge - Manaus / Origem

Logo após o café da manhã, retorno à Manaus com parada no Flutuante do Pirarucu, local que preserva essa surpreendente espécie de peixe que pode atingir mais de três metros e alcançar 200 kg!
Chegada ao Aeroporto de Manaus em torno de 12h00 para embarque com destino à sua cidade de origem.

RESERVE SUA VIAGEM
Hospedagem
03 noites com café da manhã, em Belém
02 noites com café da manha, em Soure (Ilha do Marajó)
04 noites com café da manhã no hotel escolhido, em Alter do Chão
03 noites com pensão completa (exceto bebidas alcoólicas e refrigerantes), no Juma Lodge

Traslados
Terrestres de chegada e saída de Belém e Marajó – Regular (compartilhado)
Fluviais no trecho Belém / Marajó/ Belém, de acordo com o quadro de horários – Regular (compartilhado)
Aeroporto de Santarém / Alter do Chão / Aeroporto de Santarém - Privativo
Aeroporto de Manaus / Juma Lodge / Aeroporto de Manaus - Regular (compartilhado)

Passeios

Belém e Ilha do Marajó | Serviços regulares (compartilhados):
- Passeios conforme mencionados no roteiro, com ingressos inclusos em Belém no Forte do Castelo, Museu do Encontro e Theatro da Paz
- Taxas de visitas às fazendas no Marajó.
- Acompanhamento de condutor local, durante as atividades.

Alter do Chão | Serviços privativos:
- Caminhada Serra da Piroca e Ponta do Cururu;
- Passeio fluvial pelo Lago Verde, Ponta de Pedras e Ponta do Jarí;
- Visita a Comunidade Jamaragua;
- Água mineral durante os passeios e dois almoços (01 em Ponta de pedras outro na Flona).

Amazônia | Serviços regulares (compartilhados):
Encontro das águas (no trajeto desde Manaus, para os hóspedes que saírem no traslado da manhã);
Focagem de jacarés;
Caminhada na floresta;
Pescaria de piranhas;
Visita a casa de um caboclo;
Flutuante do Piracuru (no traslado de volta a Manaus).

Seguro Viagem
Assist Card

Não inclui:
- Passagem aérea e taxa de embarque;
- Alimentação, bebidas (exceto água durante as atividades);
- Outros serviços e atividades não mencionados.

SAÍDAS COM DATAS ESPECÍFICAS (às quartas-feiras) - exceto feriados

Fevereiro: 5, 12, 19, 26 (quarta-feira)
Março: 4, 11, 18, 25 (quarta-feira)
Abril: 1, 8, 15, 22, 29 (quarta-feira)
Maio: 6, 13, 20, 27 (quarta-feira)
Junho: 3, 10, 17, 24 (quarta-feira)
Julho: 1, 8, 15, 22, 29 (quarta-feira)
Agosto: 5, 12, 19, 26 (quarta-feira)
Setembro: 2, 9, 16, 23, 30 (quarta-feira)
Outubro: 14, 21, 28 (quarta-feira)
Novembro: 4, 11, 18, 25 (quarta-feira)
Dezembro: 2, 9, 16 (quarta-feira)
 
**Datas sujeitas a alteração sem aviso prévio.

Notas Importantes
- O roteiro poderá ser alterado de acordo com as condições climáticas e/ou por motivos alheios a nossa vontade
- A ordem dos passeios não será obrigatoriamente a descrita no roteiro, ou seja, poderá ser alterada a critério do guia/receptivo local.
- Valores de Quádruplo = 2 apartamentos duplos.

Belém, Ilha do Marajó e Alter:
- Valores são válidos para saídas nas datas mencionadas, exceto em Feriados, Natal e Ano Novo. Consulte acima as datas de saídas.
- Os hotéis de Belém não acomodam Triplo, para essa configuração considerar 1 apto single + 1 apto duplo.

Juma Lodge:
- Há possibilidade de traslados em outros horários, com custo adicional. O Juma Lodge não realiza traslados noturnos (a saída de Manaus acontece no máximo até as 15h00). Consulte-nos para maiores informações.
- Os quartos são equipados com ventilador e os banheiros dos bangalôs possuem água quente aquecida por energia solar.

Limite de Bagagem:
10kg por pessoa (a bagagem extra pode ser deixada no hotel de Manaus ou no escritório do Juma – não cobrado).
 
Vacina
Apesar de não haver foco de febre amarela, é recomendável a vacinação pelo menos 10 dias antes da viagem.
Parcelamento em cartões de crédito
Visa ou Mastercard: 40% entrada (depósito bancário ou cheque) + 3 parcelas iguais no cartão
Amex: 40% entrada (depósito bancário ou cheque) + 2 parcelas iguais no cartão

Importante:
- Os cartões de crédito aceitos devem ser de pessoa física e emitidos no Brasil. A primeira parcela do cartão será debitada na data da sua próxima fatura.
- Cartões de crédito emitidos fora do país: o pagamento deverá ser feito à vista, em parcela única.

Parcelamento em cheques
5 parcelas iguais sem juros (cheques pré datados)
6 parcelas iguais sem juros (cheques pré datados) *

(*) Forma de pagamento especial para fechamento de viagens com antecedência superior a 30 dias do embarque.

Importante:
- Não aceitamos cheques de terceiros ou de pessoa jurídica.
- Não aceitamos cheques de contas com menos de 6 meses da abertura.