Scroll to top

Países abertos para brasileiros: onde é possível viajar e quais as exigências?


terramundi - 16 de junho de 2021 - 0 comments

É possível viajar em segurançao turismo se adaptou rapidamente ao novo cenário mundial. No entanto, as viagens obedecem também aos governos de cada destino e, conforme a vacinação avança, aos poucos as fronteiras se reabrem para receber turistas. Em meio às atualizações constantes e avalanche de informações, pode ser confuso compreender quais os países abertos para brasileiros. Por este motivo, listamos abaixo algumas possibilidades de viagem ao estilo Terramundi e o que cada lugar exige de documentação para garantir sua segurança.

Pronto para viajar? Consulte os países abertos para brasileiros e confira todas as exigências para planejar sua viagem.

*Lista baseada nas informações da IATA e Passolution. Última atualização em 03/09/2021.

África do Sul

Entrada para brasileiros permitida.

  • Deve ser apresentado um teste COVID 19 negativo. O teste deve ter sido realizado usando o método PCR e não pode ter sido emitido mais de 72 horas antes do embarque. O teste deve vir de um órgão reconhecido e ter o nome e assinatura do médico apropriado. Deve ser documentado em formato impresso. Crianças menores de 5 anos estão isentos da obrigação de realização do teste.

  • Um formulário de saúde deve ser preenchido até dois dias antes do embarque.
  • Os viajantes deve instalar o aplicativo COVID Alert South Africa em seus smartphones.

Armênia

Entrada para brasileiros permitida.

  • Exigência de teste negativo para Covid-19. O teste deve ter sido realizado pelo método PCR e não deve ter mais de 72 horas desde sua emissão. O resultado deve ser apresentado em inglês, russo ou armênio. Alternativamente, viajantes também podem realizar um teste pago na entrada e devem se isolar até que o resultado esteja disponível. Contudo, esta opção só está disponível ao entrar pelo aeroporto ou da Geórgia.
  • Os viajantes que comprovarem que foram totalmente vacinados contra COVID-19 podem isentar-se de apresentar o teste. Para isso, devem apresentar um certificado de vacinação confirmando que receberam a segunda dose de vacinação pelo menos 14 dias antes da entrada no país.

Aruba

Entrada para brasileiros permitida.

  • Exigência de teste negativo para Covid-19. O teste deve ter sido realizado pelo método PCR e não deve ter mais de 72 horas desde sua emissão.
  • Todos os viajantes devem se registrar por meio do Aplicativo de saúde de Aruba e preencher a ficha de embarque e desembarque (ED CARD).
  • O viajante também deve garantir seguro viagem de Aruba criado pelo Governo local para cobrir eventuais custos relacionados a Covid-19 na ilha.

Bahamas

Entrada para brasileiros permitida.

  • Exigência de teste negativo para Covid-19. O teste deve ter sido realizado pelo método PCR e não deve ter mais de 5 dias desde sua emissão.
  • Os viajantes que comprovarem que foram totalmente vacinados contra COVID-19 podem isentar-se de apresentar o teste. Para isso, devem apresentar um certificado de vacinação confirmando que receberam a segunda dose de vacinação pelo menos 14 dias antes da entrada no país.
  • Na chegada  ao país, um teste rápido e verificações de saúde, como medições de temperatura, são realizados.
  • É necessário preencher um formulário de saúde.

Benin

Entrada para brasileiros permitida.

  • Os viajantes são testados para o coronavírus na chegada ao país. Além do teste rápido na entrada, um teste de PCR também é realizado. Após a quarentena de 48 horas, os viajantes devem receber os resultados do teste PCR e, se o resultado for negativo, não deve haver mais restrições.

    A fim de evitar problemas, os viajantes devem se inscrever online para os testes antes de iniciar sua viagem e pagar o taxas aplicáveis ​​no processo.

Bolívia

Entrada para brasileiros permitida.

  • Exigência de teste negativo para Covid-19. O teste deve ter sido realizado pelo método PCR e não deve ter mais de 72 horas desde sua emissão.
  • Na chegada  ao país, um teste rápido e verificações de saúde, como medições de temperatura, são realizados.
  • É necessário preencher a “Declaracion Jurada del Viajero para el seguimiento COVID-19”.

Bósnia e Herzegovina

Entrada para brasileiros permitida.

  • Deve ser apresentado um teste COVID 19 negativo – PCR ou um teste de antígeno –  e não deve ser mais antigo do que 48 horas antes do embarque.

  • Os viajantes que comprovarem que foram totalmente vacinados contra COVID-19 podem isentar-se de apresentar o teste. Para isso, devem apresentar um certificado de vacinação confirmando que receberam a segunda dose de vacinação pelo menos 14 dias antes da entrada no país.

Botsuana

Entrada para brasileiros permitida.

  • Deve ser apresentado um teste COVID 19 negativo. O teste deve ter sido realizado pelo método PCR e não deve ter mais de 72 horas.

  • Na chegada  ao país, um teste rápido e verificações de saúde, como medições de temperatura, são realizados.

  • Nos primeiros 14 dias após a entrada, os viajantes também devem ficar em contato com as autoridades de saúde locais para monitorar seu estado de saúde.

  • Viajar dentro do país é apenas parcialmente possível – isso porque Botsuana está dividida em diferentes Zonas COVID 19. Uma autorização especial é necessária para viagens entre essas zonas, além da possibilidade de serem solicitados novos testes. 

Canadá

Entrada para brasileiros parcialmente permitida.

  • Os viajantes que comprovarem que foram totalmente vacinados contra COVID-19 podem entrar no país. Para isso, devem apresentar um certificado de vacinação confirmando que receberam a segunda dose da vacina pelo menos 14 dias antes da entrada no país (ou 28 dias após a dose única, se for o caso). São aceitas as vacinas da AstraZeneca, Pfizer, Janssen e Moderna.
  • Mesmo com certificado de vacinação, o viajante deve apresentar um teste PCR negativo emitido no máximo 24 horas antes do embarque.

Colômbia

Entrada para brasileiros parcialmente permitida.

  • Deve ser apresentado um teste COVID 19 negativo. O teste deve ter sido realizado pelo método PCR e não deve ter mais de 96 horas.

  • Todos os viajantes devem se registrar por meio do Aplicativo “Check-Mig” 48 horas antes do início da viagem.

  • O aplicativo “CoronApp” deve ser instalado no smartphone.
  • Perguntas sobre o estado de saúde devem ser respondidas.

  • Os viajantes receberão um e-mail de confirmação que deve ser apresentado no check-in e na chegada.

Costa Rica

Entrada para brasileiros permitida.

  • Um formulário de saúde deve ser preenchido em até 72 horas antes da entrada no país. Assim que o preenchimento do formulário for concluído com sucesso, os viajantes receberão um código QR que devem apresentar ao chegar ao país.

  • Todos os viajantes devem fornecer um certificado de seguro de viagem em inglês ou espanhol.

Croácia

Entrada para brasileiros permitida.

  • Todos os viajantes são aconselhados a apresentar prova de que reservaram acomodação.
  • Exigência de teste negativo para Covid-19. O teste realizado pelo método PCR não deve ter mais de 72 horas desde sua emissão, enquanto o teste de antígeno não deve ter mais que 48 horas. 
  • Um formulário de saúde deve ser preenchido antes de entrar no país.
  • Os viajantes que comprovarem que foram totalmente vacinados contra COVID-19 podem isentar-se de apresentar o teste. Para isso, devem apresentar um certificado de vacinação confirmando que receberam a segunda dose de vacinação pelo menos 14 dias antes da entrada no país.

Cuba

Entrada para brasileiros permitida.

  • Deve ser apresentado um teste COVID 19 negativo. Este deve ser um teste de PCR e não deve ter mais de 72 horas. O teste deve ser de um laboratório aprovado. O resultado deve ser apresentado em cópia impressa em inglês ou espanhol.

  • Após a chegada, outro teste de PCR será realizado – com custos bancados pelos próprios viajantes. O período de quarentena é esperar pelo resultado do teste realizado no local e a demora pode variar.

  • Na chegada  ao país, um teste rápido e verificações de saúde, como medições de temperatura, são realizados.
  • Também na chegada ao país será necessário preencher um formulário de saúde.

Curaçao

Entrada para brasileiros permitida.

  • Deve ser apresentado um teste COVID 19 negativo. Este deve ser um teste de PCR e não deve ter mais de 72 horas.
  • Os viajantes devem passar por um teste de antígeno no terceiro dia após a chegada no local;

  • Um formulário de saúde deve ser preenchido e apresentado em formato impresso;

  • Na chegada, checagens de saúde são realizadas, como medições de temperatura.

Egito

Entrada para brasileiros permitida.

  • Deve ser apresentado um teste COVID 19 negativo. Este deve ser um teste de PCR e não deve ter mais de 72 horas. O resultado deve ser apresentado em inglês ou árabe.
  • Viajantes de países afetados pelas variantes do vírus também podem estar sujeitos a testes rápidos COVID na chegada.

  • Também é necessário preencher um formulário de saúde.
  • Na chegada  ao país, um teste rápido e verificações de saúde, como medições de temperatura, são realizados.

Emirados Árabes

Entrada para brasileiros parcialmente permitida.

  • Deve ser apresentado um teste PCR negativo para COVID 19, com resultado impresso em inglês ou árabe. Para viajantes que vão a Dubai, o teste não deve ter mais de 72 anos horas. Para viajantes que vão  a Abu Dhabi, o teste não deve ter mais de 96 horas.

  • Também é necessário preencher um formulário de saúde.
  • Na chegada  ao país, um teste rápido e verificações de saúde, como medições de temperatura, são realizados.

Equador

Entrada para brasileiros parcialmente permitida.

  • Deve ser apresentado um teste PCR negativo para COVID 19. O teste não deve ter mais de 3 dias após sua emissão.
  • Os viajantes que comprovarem que foram totalmente vacinados contra o COVID-19 podem entrar no país.
  • Viajantes brasileiros estão sujeitos a quarentena de 10 dias ao chegar no país.

Espanha

Entrada para brasileiros parcialmente permitida.

  • Os viajantes que comprovarem que foram totalmente vacinados contra o COVID-19 a mais de 15 dias podem entrar no país. O certificado de vacinação deve ser apresentado com uma tradução em espanhol.
  • Viajantes brasileiros estão sujeitos a quarentena ao chegar no país.
  • Também é necessário o preenchimento de formulários de saúde. Após o cadastro, o viajante receberá um QR Code que deve ser apresentado na chegada ao país.

  • Na chegada  ao país, um teste rápido e verificações de saúde, como medições de temperatura, são realizados.

Finlândia

Entrada para brasileiros parcialmente permitida.

  • Os viajantes que comprovarem que foram totalmente vacinados contra COVID-19 podem entrar no país. Para isso, devem apresentar um certificado de vacinação confirmando que receberam a segunda dose da vacina pelo menos 14 dias antes da entrada no país (ou 28 dias após a dose única, se for o caso).

França

Entrada para brasileiros parcialmente permitida.

  • Os viajantes que comprovarem que foram totalmente vacinados contra COVID-19 podem entrar no país. Para isso, devem apresentar um certificado de vacinação confirmando que receberam a segunda dose da vacina pelo menos 14 dias antes da entrada no país (ou 28 dias após a dose única, se for o caso). São aceitas as vacinas da AstraZeneca, Pfizer, Janssen e Moderna.
  • Mesmo com certificado de vacinação, o viajante deve apresentar um teste PCR negativo emitido no máximo 24 horas antes do embarque.

Geórgia

Entrada para brasileiros parcialmente permitida.

  • Os viajantes que comprovarem que foram totalmente vacinados contra o COVID-19 podem entrar no país. O certificado de vacinação deve ser apresentado com uma tradução em georgiano ou inglês. No entanto, a entrada só é possível por via aérea. Caso os vacinados entrem por via terrestre ou marítima, também devem apresentar teste negativo resultado para entrada. Ao entrar na Índia por via aérea, terrestre ou marítima, as pessoas vacinadas também estão sujeitas à quarentena ao viajarem para Geórgia – isso se aplica a estadias na Índia nos últimos 14 dias antes da entrada pela fronteira georgiana.

Islândia

Entrada para brasileiros parcialmente permitida.

  • Viajantes que possam provar que foram totalmente vacinados contra COVID-19 estão isentos da obrigação de mostrar um resultado de teste negativo. Para isso, é preciso apresentar um certificado de vacinação com uma vacina autorizada pela Agência Europeia de Medicamentos (EMA) ou pela Organização Mundial da Saúde (OMS), que estão listados abaixo. O documento pode ser apresentado em papel ou de maneira eletrônica e deve estar em inglês, islandês, francês, dinamarquês, sueco ou norueguês
    Vacinas aceitas:
    Tozinameran-COVID-19 mRNA Vaccine;
    Pfizer/BioNTech;
    COVID-19 Vaccine (Vaxzevria®; ChAdOx1-S) AstraZeneca AB;
    COVID-19 Vaccine (ChAdOx1-S) AstraZeneca/SK Bio, SK Bioscience Co. Ltd.;
    COVID-19 (ChAdOx1-S) Vaccine AstraZeneca (Covishield™), Serum Institute of India Pvt. Ltd.
    COVID-19 Vaccine (Ad26.COV2-S) Janssen-Cilag International NV.;
    COVID-19 Vaccine Moderna (mRNA-1273), Moderna Therapeutics.;
    SARS-CoV-2 Vaccine BIBP (Vero Cell), Sinopharm/Bejing Institute of Biological Products Co., Ltd.;
    COVID-19 Vaccine Sinovac-CoronaVac (Vero Cell), Sinovac Life Sciences Co., Ltd.

Jordânia

Entrada para brasileiros permitida.

  • Deve ser apresentado um teste COVID 19 negativo. O teste não deve ter mais de 72 horas no momento da entrada, deve ser PCR e precisa ser apresentado em formato impresso. 

  • Também é necessário o preenchimento de formulários de saúde. Após o cadastro, o viajante receberá um QR Code que deve ser apresentado na chegada ao país.

  • Viajantes também devem instalar o aplicativo AMAN em seus smartphones.
  • Na chegada  ao país, um teste rápido e verificações de saúde, como medições de temperatura, são realizados.
  • Os viajantes que comprovarem que foram totalmente vacinados contra COVID-19 podem isentar-se de apresentar o teste. Para isso, devem apresentar um certificado de vacinação em inglês ou árabe confirmando que receberam a segunda dose de vacinação pelo menos 14 dias antes da entrada no país. É preciso confirmar com os agentes locais quais as vacinas que estão sendo aceitas.

Líbano

Entrada para brasileiros parcialmente permitida.

  • Brasileiros podem entrar no país se não estiverem no Brasil nos 15 dias que antecedem a viagem.
  • Deve ser apresentado um teste em inglês COVID 19 negativo. O teste deve ter sido realizado pelo método PCR e não deve ter mais de 96 horas.
  • Um formulário de registro deve ser preenchido e impresso para apresentação no embarque.
  • O viajante deve ter a confirmação da reserva do hotel por pelo menos 3 dias. 
  • Os viajantes também devem baixar o aplicativo Covid Leb Track.
  • Na chegada ao país, os viajantes também serão testados.
  • Os viajantes que comprovarem que foram totalmente vacinados contra COVID-19 podem isentar-se de apresentar o teste. Para isso, devem apresentar um certificado de vacinação confirmando que receberam a segunda dose de vacinação pelo menos 14 dias antes da entrada no país. É preciso confirmar com os agentes locais quais as vacinas que estão sendo aceitas.

Maldivas

Entrada para brasileiros permitida.

  • A acomodação deve ser reservada para toda a estadia e só aqueles que podem apresentar tal confirmação de reserva podem obter o visto na chegada.

  • Deve ser apresentado um teste em inglês COVID 19 negativo. O teste deve ter sido realizado pelo método PCR e não deve ter mais de 96 horas.
  • Um formulário de saúde deve ser preenchido até 24 horas antes do embarque.
  • Na chegada  ao país, um teste rápido e verificações de saúde, como medições de temperatura, podem ser realizados.

Marrocos

Entrada para brasileiros parcialmente permitida.

  • Deve ser apresentado um teste COVID 19 negativo. O teste deve ter sido realizado pelo método PCR, não deve ter mais de 48 horas e precisa estar em inglês, árabe ou francês.
  • Os viajantes que comprovarem que foram totalmente vacinados contra COVID-19 podem isentar-se de apresentar o teste. Para isso, devem apresentar um certificado de vacinação em inglês ou árabe confirmando que receberam a segunda dose de vacinação pelo menos 14 dias antes da entrada no país. As vacinas aceitas são: AstraZeneca, Covieshield, Janssen, Moderna, Sinovac, Pfizer-BioNTech, Sinopharm e Sputnik.
  • Um formulário de saúde deve ser preenchido antes do embarque.
  • Viajantes brasileiros podem estar sujeitos a quarentena de 10 dias ao chegar no país.

Maurício

A partir de 1º de outubro a entrada para brasileiros vacinados será permitida sem restrições.

México

Entrada para brasileiros permitida.

  • Um formulário de saúde deve ser preenchido antes do embarque.
  • Na chegada  ao país, um teste rápido e verificações de saúde, como medições de temperatura, podem ser realizados.

Moçambique

Entrada para parcialmente brasileiros permitida.

  • Para não ter que cumprir quarentena de 14 dias na chegada ao país, viajantes devem apresentar um teste COVID 19 negativo. Ele deve ser um teste de PCR negativo, com no máximo 72 horas de vida;
  • Os viajantes devem fornecer dados pessoais na chegada, por exemplo, contato e detalhes de endereço e itinerário;

  • Na chegada  ao país, um teste rápido e verificações de saúde, como medições de temperatura, podem ser realizados.

Montenegro

Entrada para brasileiros permitida.

  • Deve ser apresentado um teste COVID 19 negativo. Ele pode ser um teste de PCR negativo, no máximo 72 horas de vida; um teste de antígeno negativo com não mais de 48 horas (teste de laboratório, reconhecido na UE) ou um positivo teste sorológico de anticorpos com não mais de 30 dias após a entrada.

  • Os viajantes que comprovarem que foram totalmente vacinados contra COVID-19 podem isentar-se de apresentar o teste. Para isso, devem apresentar um certificado de vacinação confirmando que receberam a segunda dose de vacinação pelo menos 14 dias antes da entrada no país.

Namíbia

Entrada para brasileiros permitida.

  • Deve ser apresentado um teste COVID 19 negativo. Este deve ser um teste de PCR de um laboratório reconhecido, que não foi emitido há mais de 72 horas.

  • Um formulário de saúde deve ser preenchido.

Portugal

Entrada para brasileiros permitida.

  • Deve ser apresentado um teste COVID 19 negativo. Este deve ser um teste de PCR que não foi realizado há mais de 72 horas antes do embarque ou um teste de antígeno feito até 48 horas antes do voo.
  • Viajantes brasileiros estão sujeitos a quarentena ao chegar no país.
  • Para entrar em Portugal, é preciso garantir um seguro de viagem que cubra gastos com a Covid-19.
  • Também é necessário o preenchimento de formulários de saúde.

  • Na chegada  ao país, um teste rápido e verificações de saúde, como medições de temperatura, são realizados.

Peru

Entrada para brasileiros permitida.

  • Deve ser apresentado um teste COVID 19 negativo. Este deve ser um teste de PCR que não foi realizado há mais de 72 horas antes do embarque.
  • Viajantes brasileiros estão sujeitos a quarentena ao chegar no país.
  • Para entrar no Peru, é preciso preencher uma declaração juramentada.
  • Na chegada  ao país, um teste rápido e verificações de saúde, como medições de temperatura, são realizados.

Qatar

Entrada para brasileiros parcialmente permitida.

  • Os viajantes que comprovarem que foram totalmente vacinados contra COVID-19 podem entrar no país. Para isso, devem apresentar um certificado de vacinação confirmando que receberam a segunda dose da vacina pelo menos 14 dias antes da entrada no país (ou 28 dias após a dose única, se for o caso). São aceitas as vacinas da AstraZeneca, Pfizer, Janssen, Moderna e Coronavac.
  • Mesmo com certificado de vacinação, o viajante deve apresentar um teste PCR negativo emitido no máximo 72 horas antes do embarque.
  • Viajantes vacinados com Coronavac podem ser submetidos ao teste de anticorpos ao chegar ao país.

Quênia

Entrada para brasileiros permitida.

  • Deve ser apresentado um teste COVID 19 negativo. O teste deve ter sido realizado usando o método PCR e não deve ter mais de 96 horas no momento da partida. Também deve ser um teste verificado, de acordo com o Trusted Travel Initiative. Viajantes com esse teste certificado recebem um Código de Viagem de Confiança, que devem levar consigo. 

  • Um formulário de saúde deve ser preenchido. É gerado um QR Code, que deve ser apresentado no aeroporto. O aplicativo “Jitenge MoH Kenya” também pode ser usado para o registro.

  • Na chegada ao país, um teste rápido e verificações de saúde, como medições de temperatura, podem ser realizados.

Ruanda

Entrada para brasileiros permitida.

  • Deve ser apresentado um teste COVID 19 negativo. O teste deve ter sido realizado usando o método PCR e não deve ter mais de 72 horas no momento da partida.
  • Viajantes devem preencher um formulário online antes do embarque.
  • Um novo teste pode ser feito na chegada ao país, com possibilidade de quarentena por 24 horas até que o resultado saia.

Ruanda, na África, exige um teste negativo para Covid 19 feito 120 horas antes da chegada ao país. Também exige que o viajante preencha um formulário online e faça um novo teste para o novo coronavírus na chegada. Até o resultado, o turista precisa ficar em um hotel designado pelas autoridades.

Sérvia

Entrada para brasileiros permitida.

  • Deve ser apresentado um teste COVID 19 negativo. O teste deve ter sido realizado usando o método PCR e não deve ter mais de 48 horas no momento da partida.
  • Os viajantes que comprovarem que foram totalmente vacinados contra COVID-19 podem isentar-se de apresentar o teste. Para isso, devem apresentar um certificado de vacinação confirmando que receberam a segunda dose de vacinação pelo menos 14 dias antes da entrada no país.

Sri Lanka

Entrada para brasileiros parcialmente permitida.

  • Os viajantes que comprovarem que foram totalmente vacinados contra COVID-19 podem entrar no país. Para isso, devem apresentar um certificado de vacinação confirmando que receberam a segunda dose de vacinação pelo menos 14 dias antes da entrada no país.
  • Todos os viajantes, mesmo aqueles já vacinados, devem apresentar um teste COVID 19 negativo. O teste deve ter sido realizado usando o método PCR e não deve ter mais de 72 horas no momento da partida.
  • Viajantes que embarcam para o Sri Lanka direto do Brasil e que ainda não foram vacinados podem ser submetidos a quarentena ao chegar no país.
  • Viajantes devem preencher um formulário online antes do embarque.
  • Um novo teste é realizado na chegada ao país mesmo em viajantes vacinados. Deve-se esperar 24h no hotel para aguardar o resultado.
  • É preciso instalar o aplicativo para smartphone “Visit Sri Lanka”.
  • Os viajantes devem fornecer comprovante de saúde de viagem seguro que cobre COVID-19.

Suíça

Entrada para brasileiros parcialmente permitida.

  • Os viajantes que comprovarem que foram totalmente vacinados contra o COVID-19 podem entrar no país. Vacinas aceitas são: Pfizer, AstraZeneca, Janssen e Moderna.

Uganda

Entrada para brasileiros permitida.

  • Deve ser apresentado um teste COVID 19 negativo. Não deve ter mais de 120 horas na partida.

  • Um formulário de saúde deve ser preenchido antes do embarque.
  • Na chegada  ao país, um teste rápido e verificações de saúde, como medições de temperatura, podem ser realizados.

Uruguai

A partir de 1º de novembro a entrada para brasileiros vacinados será permitida sem restrições.

 

Entre em contato e planeje sua viagem em segurança

O apoio de um agente de viagem nesse momento é essencial: uma empresa de turismo séria,  preocupada com o cliente, que tem bastante experiência, que tem um bom trâmite com as companhias aéreas e com operadores de outros países pode te auxiliar com informações assertivas e atualizadas sobre a abertura de fronteiras, os protocolos de segurança na chegada, quais companhias aéreas estão voando para o destino, como proceder dentro do país da viagem, entre outras informações.

Proporcionar viagens sem tumultos já era prioridade para a Terramundi. Agora isso se tornou uma solução. Entre em contato, saiba quais os países abertos para brasileiros e planeje sua viagem com um de nossos consultores.

Posts Relacionados