TERRAMUNDI Viagens
+55 11 3060-5821

04
-dias-

- - - A PARTIR DE - - -

USD1.646,00

- - - PRINCIPAIS ATRAÇÕES: - - -

A grande estrela de Ruanda é o seu maior patrimônio natural: os gorilas. Caminhar pelo Parque Nacional dos Vulcões para admirá-los em seu habitat é uma experiência rara e sem igual.

Gorilas em Ruanda

Gorilas em Ruanda

Encontro com os maiores primatas da Terra

Interesses

  • vida-selvagem Vida Selvagem

Quando ir

  • Jan
  • Fev
  • Mar
  • Abr
  • Mai
  • Jun
  • Jul
  • Ago
  • Set
  • Out
  • Nov
  • Dez
Quanto tempo ficar

4 a 5 dias



Vale a pena conhecer

Kigali e Parque Nacional dos Vulcões



QUER UMA PROPOSTA SOB MEDIDA?
----------------- OU ------------------
Quer uma Proposta Sob Medida?

Solicite AquiSolicite Aqui

LigarLigar

O trekking para ver gorilas combina bem se complementado com outro destino do continente, como África do Sul, Quênia e Tanzânia. Em Ruanda, quatro dias são suficientes para conhecer a capital. Em seguida, parte-se para Ruhengeri – onde os visitantes se hospedam –, a base logística para adentrar no Parque Nacional dos Vulcões em busca dos enormes macacos. Quem quiser ter outra interação com os primatas pode pagar a permissão extra para mais um dia.

MOTIVOS PARA VIAJAR A grande estrela de Ruanda é seu maior patrimônio natural: os gorilas. Ameaçados de extinção por conta da caça indiscriminada, eles hoje sobrevivem em virtude do turismo organizado no Parque Nacional dos Vulcões. A caminhada para admirá-los em seu habitat é uma experiência rara e sem igual.
 

PAISAGEM DA JANELA A capital, Kigali, é uma cidade surpreendente, arborizada, limpa e organizada. Mas a trilha para subir a montanha no Parque Nacional dos Vulcões, em plena floresta tropical de Ruanda, é o que vai encher seus olhos. A reserva fica em uma cordilheira formada por seis vulcões adormecidos e dois ativos. É necessário fazer uma caminhada até a base do vulcão Sabyinyo, a 2,5 mil metros de altitude, para só então chegar a poucos metros dos macacos gigantes.
 

NÃO DÁ PRA PERDER Mais populosa e desenvolvida cidade do país, a capital, Kigali, conta sua história no Memorial do Genocídio. Ali aprende-se que, há apenas 15 anos, o país estava dividido por um conflito étnico entre tutsis e hutus que culminou em um genocídio de 800 mil ruandeses (90% de tutsis) por extremistas. Recuperada, Kigali tornou-se uma metrópole vibrante. Não perca sua ótima feira de artesanato.
 

POR QUE IR AGORA – Quem estimula o turismo de observação de gorilas mostra aos nativos que vale mais a pena manter a espécie viva do que caçá-la. Além de consumir a carne, alguns locais os capturam por atribuir um valor supersticioso a suas mãos. A perda do habitat para agricultores e madeireiros só agrava a situação.
 

EXPERIÊNCIAS ÚNICAS – A subida da montanha não é fácil e requer preparo físico: pode durar de uma a oito horas, dependendo de onde os bichos estiverem. Mas a beleza do bosque e as paisagens que se descortinam a cada trecho compensam o esforço. Quando nossos olhos se cruzam com os dos gigantes da mata, todo cansaço é esquecido. Os gorilas são grandes, belos, fascinantes. E irão marcar a sua vida.
 

OLHAR TERRAMUNDI – Apoiamos totalmente a iniciativa do governo de Ruanda de manter uma política de turismo sustentável no Parque Nacional dos Vulcões. Uma palestra sobre o comportamento do animal acontece pela manhã. Apenas oito pessoas podem se aproximar de um grupo de gorilas a cada dia, e o tempo máximo de interação é de uma hora. A limitação freia o turismo de massa e protege a grande preciosidade do país. Para se preparar para se engajar nessa luta, assista ao filme Nas Montanhas dos Gorilas (1989), que mostra a luta da antropóloga americana Dian Fossey (interpretada por Sigourney Weaver) pela preservação desses primatas.

1° Dia - Chegada a Kigali

Pernoite: Kigali

Chegada a Kigali, recepção e traslado para o hotel. 

Kigali é a cidade mais populosa e desenvolvida de Ruanda. Muito limpa e organizada, fica no centro do país, entre dois vales. Suas ruas são arborizadas e bastante movimentadas.


2° Dia - Ida de Kigali para Kinigi (terrestre – aprox. 2h30)

Pernoite: Kinigi

Saída para realizar um passeio panorâmico pela cidade, com visita ao Museu e Memorial do Genocídio em Gisozi e mercado de artesanato. Após o almoço, a viagem segue para Kinigi, aos pés das montanhas Virunga, uma cadeia de vulcões onde ainda é possível encontrar os gorilas da montanha em seu habitat natural.
Restante do dia livre para recarregar as energias para a caminhada no dia seguinte no Parque Nacional dos Vulcões.


3° Dia - Caminhada guiada no Parque Nacional dos Vulcões e tarde livre

Pernoite: Kinigi

Bem cedo pela manhã, traslado de aprox. 10 minutos em direção ao centro de visitantes do Parque Nacional dos Vulcões, situado na base do vulcão Sabinyo. Encontro com o guia para ouvir as orientações sobre a caminhada e uma breve explicação sobre as famílias de gorilas que habitam a região. Siga então de carro até o ponto de início do percurso a pé. Ao final do trekking, traslado de volta para o hotel.
Almoço e tarde livre para descanso. 

Em Ruanda, há dez grupos de gorilas habituados à presença humana e que podem ser avistados. Cada grupo pode receber no máximo até 8 pessoas por dia por apenas 1 hora. A caminhada pode durar entre 1 a 8 horas e alcançar altitudes superiores a 2.500 metros. O terreno é desnivelado e às vezes bastante lamacento. É importante saber que a caminhada requer esforço físico, mas a beleza do bosque e a paisagem compensam qualquer dificuldade.

Atividade opcional não incluída: ao final da caminhada para avistar gorilas, é possível fazer um passeio pelas aldeias e comunidades da região, bem como uma visita ao mercado local. Conheça alguns membros da comunidade Batwa (pigmeus), habitantes originais da região dos Grandes Lagos. Caso tenha interesse, consulte-nos para mais detalhes.


4° Dia - Ida de Kinigi para Kigali (terrestre – aprox. 2h30)

Viagem de volta a Kigali e traslado ao aeroporto.

Nota: Neste dia, você pode optar por fazer mais um Gorila Trekking pela manhã ou Golden Monkey's Trekking. Consulte-nos.


RESERVE SUA VIAGEM
  • sabyinyo-silverback-lodge

    Sabyinyo Silverback Lodge

    Melhor hotel da cidade, o Sabyinyo Silverback Lodge fica perto do Parque Nacional dos Vulcões – de onde partem as caminhadas para observar gorilas. Se a proximidade facilita o acesso às trilhas na ida, agrada ainda mais na volta, quando todos retornam sedentos por banho, conforto e relaxamento.

  • virunga-lodge

    Virunga Lodge

    Por estar localizado no alto de uma colina, cercado pelos lagos Bulera e Ruhonda, o Virunga Lodge deslumbra seus hóspedes com a beleza magnífica dos vulcões das Montanhas Virunga. Aconchegante e cheio de estilo, é ideal para quem não abre mão dos serviços de luxo.

Somente parte terrestre
 
Hospedagem
1 noite com meia pensão em Kigali;
2 noites com meia pensão na região do Parque Nacional dos Vulcões.
  
Refeições
2 almoços.

Traslado
Traslados de chegada e saída em serviço regular.
 
Passeio
Visita à cidade de Kigali em serviço regular com guia local em idioma inglês;
1 dia de trekking no Parque Nacional dos Vulcões compartilhado com os outros participantes. Inclui transporte em van 4x4 ou Toyota Land Cruiser com motorista-guia em idioma inglês.
 
Assistência Internacional
Plano ASSIST CARD. Consulte-nos sobre informações e coberturas incluídas.
 
Não inclui
- Imposto de remessa ao exterior (IRRF) de 6,38%;
- Passagem aérea e taxas de embarque;
- Despesas com documentação;
- Despesas pessoais como telefonema, lavanderia e gorjeta;
- Passeios além dos citados neste programa;
- Refeições e bebidas não citados nos itens incluídos;
- Permissão para o trekking dos gorilas (US$1.500 por pessoa/por dia)
- Qualquer outro item não mencionado como incluído.
 
Notas importantes
- A idade mínima para participação no trekking é 15 anos.
- Os passeios estão sujeitos a condições climáticas.
- Preços não válidos para período de feriados locais, Natal e Ano Novo.
Formas de pagamento da parte terrestre

Parcelamento em cartões de crédito:
Visa, Mastercard ou Diners: 35% entrada (depósito bancário) + 6 parcelas iguais sem juros no cartão
Amex: 40% entrada (depósito bancário) + 4 parcelas iguais sem juros no cartão

Importante:
- Os cartões de crédito aceitos devem ser de pessoa física e emitidos no Brasil. A primeira parcela do cartão será debitada na data da sua próxima fatura.
- Cartões de crédito emitidos fora do país: o pagamento deverá ser feito à vista, em parcela única.

Parcelamento em cheques: 
35% entrada (depósito bancário) + 6 parcelas iguais sem juros (cheques pré datados) 
35% entrada (depósito bancário) + 7 parcelas iguais sem juros (cheques pré datados) *

* Forma de pagamento especial para fechamento de viagens com antecedência superior a 30 dias do embarque.

Importante:
- Não aceitamos cheques de terceiros ou de pessoa jurídica.
- Não aceitamos cheques de contas com menos de 6 meses da abertura.

 Pagamento à vista: 4% de desconto (depósito bancário)

 *A cotação do dólar/euro será atualizada ao dia do pagamento do pacote de viagem.