TERRAMUNDI Viagens
+55    11 3060-5800

18
-dias-

- - - A PARTIR DE - - -

EUR6.982,00

- - - PRINCIPAIS ATRAÇÕES: - - -

SAÍDA 14/OUT/18 | Percorra o país de norte a sul, da histórica Jerusalém africana às isoladas tribos do Vale do Omo, e conheça um povo simpático de costumes ancestrais.

etiopia-grupos-1

Etiópia e suas tribos

Etiópia e suas tribos

Por entre histórias e culturas preservadas

Interesses

  • viagem-em-grupo Viagem em Grupo

Quando ir

  • Jan
  • Fev
  • Mar
  • Abr
  • Mai
  • Jun
  • Jul
  • Ago
  • Set
  • Out
  • Nov
  • Dez
Quanto tempo ficar

18 dias



Vale a pena conhecer

Addis Abeba, Bahir Dar, Gondar, Lalibela, Butajira, Arba Mich, Parque Nacional de Nechisar, Turmi, Jinka, Konso, Awasa e Langano 



QUER VIAJAR EM GRUPO?
(11) 3060.5800
----------------- OU ------------------
Quer uma Proposta Sob Medida?

Solicite AquiSolicite Aqui

LigarLigar

1° Dia - 14/10/18, domingo | Ida para Addis Abeba (Voo)

Pernoite: Addis Abeba

Encontro com o coordenador da TERRAMUNDI no aeroporto de Guarulhos, check-in e embarque para Addis Abeba com previsão de chegada às 19h30. Após desembarque, traslado para o hotel.


2° Dia - 15/10/18, segunda-feira | Em Addis Abeba: City tour guiado pela cidade

Pernoite: Addis Abeba

Após café da manhã, saída para conhecer umas das mais altas capitais do mundo. Do alto dos seus 2.400 metros de altitude, Addis Abeba é pouco conhecida pelos viajantes, muitos fazem da cidade apenas um local de passagem para outro destino. A capital surpreende pelo crescimento e localização no centro do país, a “Nova Flor”, como foi chamada por seus fundadores, é uma cidade grande e cheia de supresas.
Visita aos pontos mais emblemáticos da cidade, como o bairro de Piazza, o mercado de Mesquel, o maior mercado ao ar livre de toda a África, uma igreja ortodoxa e a chance de descobrir o segredo da Lucy no Museu Nacional, um esqueleto que mudou a forma de pensar sobre a origem da humanidade, além das coleções de outras civilizações que já habitaram o país.


3° Dia - 16/10/18, terça-feira| Ida de Addis Abeba para Bahir Dar (voo – duração de 1 hora aproximadamente)

Pernoite: Bahir Dar

Em horário combinado, traslado para o aeroporto e embarque para Bahir Dar. Na chegada, tempo para conhecer os monastérios do Lago Tana, localizados nas ilhas como autênticos santuários, são mais de 20 e muitos ficaram no anonimato para estrangeiros até meados de 1930. Com uma decoração magnifica, eles escondem verdadeiros tesouros em meios as suas lendas. O passeio será conduzido em um ferry até a península de Zege, com vista para a Igreja de Ura Kidane Mihret, seguindo até o templo Azuwa Maryam.
À tarde, uma mudança de ritmo, a 30 quilômetros de Bahir Dar estão as famosas cataratas do Nilo Azul, uma queda d’água de 45 metros de altura conhecida como Tis Abay ou Tis Isat (água fumante).


4° Dia - 17/10/18, quarta-feira | Ida de Bahir Dar para Gondar

Pernoite: Gondar

Pela manhã, saída por terra para Gondar, onde o grupo irá visitar o centro histórico com atenção especial ao complexo de castelos, a piscina do rei Fasilides e ao monastério de Debre Birhan Selassie. Gondar foi a capital da Etiópia no passado e apresenta um dos primeiros castelos da história da África (Fasil Ghebbi). É rodeado por altos muros de pedra, cobrindo 70 mil metros quadrados e contêm um total de 6 castelos com um complexo de túneis interligados e pontes com outros edifícios menores. Após visita aos castelos, o verdadeiro coração de Gondar, oportunidade para conhecer a piscina do rei Fasilides do século XVI, com seus espaços para banho que contam com 2.800 metros quadrados, cercada por um muro de pedra com seis torres.  
Em seguida, visita ao templo Debre Birhan Selassie. Segundo a lenda local, esse foi o único templo que se manteve em pé durante a destruição maciça de 1888 devido “a intervenção divina de um enxame de abelhas”. O ponto alto da visita são as pinturas em seu interior, seu teto é composto por 80 rostos angelicais, um dos pontos mais fotografados do país.Também tem destaque uma assustadora representação do demônio ardendo em chamas na parede à esquerda da entrada principal.


5° Dia - 18/10/18, quinta-feira | Ida de Gondar para Lalibela (voo – duração de 30 minutos aproximadamente)

Pernoite: Lalibela

Pela manhã, voo para Lalibela. No caminho até a cidade, parada em Nakute La’ab, uma igreja simples, construída em torno de uma caverna rasa com várias piscinas sagradas que são alimentadas por fontes naturais. O lugar esconde muitos tesouros, como quadros, uma bíblia em couro e pinturas. Continuação para Lalibela.
À tarde, partida para conhecer o primeiro grupo de igrejas escavadas nas rochas, incluindo Biet Medhane Alem, Biet Mariam, Biet Meskel, Biet Danagel e as igrejas gêmeas de Golgota e Debre Sina, além da tumba de Adão e as piscinas de fertilidade da Igreja de Maria.


6° Dia - 19/10/18, sexta-feira | Em Lalibela: passeio guiado pela cidade

Pernoite: Lalibela

Mais um dia explorando Lalibela. Ida ao templo Asheton Maryam, um impressionante monastério que tem uma passagem em pedra natural. Em seu interior, é possível ver cruzes e manuscritos de valor incalculável, e nas suas costas se encontra o Mount Abuna Yosef, sem contar com a incrível paisagem de Lalibela ao fundo. À tarde, mais um passeio para conhecer o segundo grupo de igrejas nas rochas, inclusive a solitária igreja de Biet Giorgis, talvez a mais conhecida igreja de Lalibela por seu formato em cruz.
Lalibela é um dos conjuntos artísticos e religiosos mais importantes do mundo, é denominada a “Jerusalém Africana”. Seu complexo de igrejas foi declarado patrimônio da UNESCO em 1979 e é o principal lugar de peregrinação dos cristãos ortodoxos. Formado por 11 igrejas distribuídas em três grupos separados pelo rio Yordanus, até hoje estudiosos não puderam explicar como foram feitas essas construções em blocos monolíticos com uma precisão matemática impensável para a época. As igrejas de Lalibela são altas (algumas ultrapassam 10 metros de altura) e por serem subterrâneas se comunicam através de túneis.


7° Dia - 20/10/18, sábado | Ida de Lalibela para Addis Abeba (voo – duração de 2 horas aproximadamente) e visita ao povo da etnia Gurage

Pernoite: Butajira

Traslado ao aeroporo de Lalibela e embarque em voo para Adiss Abeba. Na capital etíope, embarque em veículo 4x4 que seguirá até Butajira, um lugar muito pouco visitado, mas muito especial. Por lá, contato com o povo da etnia Gurage que habita essa região.


8° Dia - 21/10/18, domingo | Ida de Butajira para Arba Minch

Pernoite: Arba Minch

Após café da manhã, viagem ao sul do país, dono de uma paisagem rural com zonas de cultivo de teff, o cereal base da gastronomia etíope utilizado para a preparação da Injera, prato típico de grandes crepes feitos com farinha fermentada e acompanhado de carnes e molhos.
Conheça Sodo, capitão da região de Wolaita, e siga para a cidade de Arba Minch, cujo principal atrativo se encontra aos pés do Nechisar National Park, um oásis natural protegido por crocodilos e hipopótamos.


9° Dia - 22/10/18, segunda-feira | Ida de Arba Minch para Nechisar e Etnia Dorze

Pernoite: Arba Minch

Após o café da manhã, passeio de barco para o Lago Chamo com rica fauna e extensas atividades de pescadores autônomos da etnia Gamo, que continuam conservando suas tradições. Por lá, dá para ver hipopótamos e os maiores crocodilos da África além de diferentes aves.
À tarde, subida até a montanha Dorze em um carro 4x4 por uma estrada com vista para o incrível Parque Nacional Nechisar. Conheça a etnia Dorze, caracterizada por diferentes traços e famosa por seu mercado semanal, além das casas singulares fabricadas com bambu, que formam cúpulas de até 6 metros de altura e de interior espaçoso com o fogo sempre acesso para cozinhar e aquecer o ambiente. Os Dorze são conhecidos por suas roupas coloridas com padrões geométricos, que eles próprios confeccionam e exportam para todo país. Eles trabalham com teares tradicionais ou giram os fios de algodão nas portas de suas casas, para em seguida fabricarem os tecidos. Depois de visitar as montanhas Dorze, regresso para Arba Minch.


10° Dia - 23/10/18, terça-feira | Ida de Arba Minch para Turmi

Pernoite: Turmi

Partida de Arba Mich para Turmi, capital da etnia Hamer. Lá está uma tribo de costumes ancestrais, com idioma, religião e crenças próprios. Seus habitantes são muito hospitaleiros e tem rituais únicos, entre os quais se destacam o Ukuli Bula, que conta com o salto de bois, a entrega do Boko e a dança Evangadi.  As mulheres impressionam, adornadas com grossas madeixas de cabelo de cor ocre, peles e muitos braceletes nos braços.
Para ter uma experiência cultural imersiva com a tribo, é preciso acompanhá-los em suas jornadas diárias como buscar água ou lenha, deixar-se envolver por seus filhos em jogos, ir até os mercados coloridos e se interessar como um todo por seu dia.
Além de Turmi ser o lar dos povos de etnia Hamer, também serve como base para chegar a Omorate e descobrir outras etnias igualmente fascinantes como os Daasanach, Karo, Banna e Bume.


11° Dia - 24/10/18, quarta-feira | Em Turmi: passeio guiado

Pernoite: Turmi

Pela manhã, siga mais ao sul até Omorate para realizar uma visita prolongada ao povoado Daasanach às margens do rio Omo. Essa etnia é composta por uma sociedade patriarcal, onde a autoridade recai sobre um grupo de anciões chamados de Ara. Durante o dia, passeio para outras aldeias interessantes da região, vendo de perto sua vida cotidiana e celebrações.


12° Dia - 25/10/18, quinta-feira | Ida de Turmi para Key Afar e Jinka

Pernoite: Jinka

No caminho de Turmi até Jinka, parada em um dos mercados locais mais coloridos do Omo: o mercado de Key Afar.
Já em Jinka, considerada a capital administrativa do Vale do Omo, passeio em um importante mercado diário, ponto de encontro de algumas etnias da região, e no Museu de Jinka, um centro de pesquisa das tribos do sul estrategicamente localizado em uma colina com uma excelente vista para a cidade.


13° Dia - 26/10/18, sexta-feira | Ida de Jinka para o Mago National Park e Konso

Pernoite: Konso

Jinka é o ponto de partida até o Parque Nacional Mago, com 2.220 km2, onde podemos ver cerca de 56 espécies de mamíferos.
Dia de visitar também uma das etnias mais conhecidas da região, os Mursi, famosos por usar pratos nos lábios das mulheres, povo dedicado ao pasto e cultivo de milho. A caça também é uma atividade importante para os Mursi, embora seja uma atividade que vem sendo reduzida desde que seu território foi declarado uma reserva natural. Depois do almoço, partida para Konso.


14° Dia - 27/10/18, sábado | Ida de Konso para Awasa

Pernoite: Awasa

De Konso, ida até Awasa, capital da região Sidama, uma agradável cidade com design compacto e atrativo, lar das universidades do país. Seu principal atrativo é o lago de mesmo nome com abundante variedade de peixes e aves e intensa atividade de pescadores locais. 


15° Dia - 28/10/18, domingo | Ida de Awasa para o Parque Nacional Abijatta-Shalla e Langano

Pernoite: Langano

Saída de Awasa com destino ao Parque Nacional Abijatta-Shalla, cujos principais atrativos são lagos e as milhares de aves que os habitam, com colônias de até 300 mil flamingos. Mais tarde, chegada ao Lago Langano, lugar de escapadas para quem vive em Addis Abeba, perfeito para um banho e relaxamento na areia vulcânica de suas praias.


16° Dia - 29/10/18, segunda-feira | Em Langano: passeio guiado

Pernoite: Langano

Depois do café da manhã, ida ao Parque Nacional Abijatta-Shalla, guardião de uma grande variedade de fauna, como uma comunidade de flamengos que muitas vezes lotam a praia.
Tarde livre.


17° Dia - 30/10/18, terça-feira | Ida de Langano para Addis Abeba

Pernoite: Langano

Saída de Langano com destino a Addis Abeba para seu último dia na Etiópia. Templo livre para passear à tarde no centro da capital etíope e jantar de despedida no Adot Tina Hotel.


18° Dia - 31/10/18, quarta-feira | Saída de Addis Abeba e retorno para o Brasil

Em horário combinado, traslado para o aeroporto e embarque com destino ao Brasil.


RESERVE SUA VIAGEM
Parte aérea:
Passagem aérea nos trechos São Paulo / Addis Abeba / Bahir Dar // Lalibela / Addis Abeba / Butajira // Addis Abeba / São Paulo em classe econômica voando Ethiopian Airlines.

Voos confirmados (caso não haja alteração por parte da cia aérea) 
Cia. Aérea N° do Voo Origem Destino Data de Embarque Saída Chegada
ETHIOPIAN 507 Guarulhos Addis Abeba 14/out 01h30 19h30
ETHIOPIAN 142 Addis Abeba Bahir Dar 16/out 14h30 15h30
ETHIOPIAN 122 Gondar Lalibela 18/out 09h45 10h15
ETHIOPIAN 123 Lalibela Addis Abeba 20/out 12h45 14h50
ETHIOPIAN 506 Addis Abeba Guarulhos 31/out 09h30 16h10


Hospedagem
3 noites em Addis Abeba, com pensão completa;
1 noite em Bahar Dar, com pensão completa;
1 noite em Gondar, com pensão completa;
2 noites em Lalibela, com pensão completa;
1 noite em Butajira, com pensão completa;
2 noites em Arba Minch, com pensão completa;
2 noites em Turmi, com pensão completa;
1 noites em Jinka, com pensão completa;
1 noite em Konso, com pensão completa;
1noite em Awasa, com pensão completa;
2 noites em Langano, com pensão completa.
Nota: bebidas não incluídas.

Traslados e Passeios 
Todos os traslados e passeios mencionados no programa em serviço privativo para o grupo Terramundi, com motorista e guia local falando espanhol.

Assistência Internacional
Plano ASSIST CARD AC60. Consulte-nos sobre informações e coberturas incluídas. 

Diferenciais Grupo Especial Terramundi
1. Acompanhamento de coordenador de viagem brasileiro desde o voo de saída do Brasil, que prestará suporte ao grupo ao longo de toda a viagem;
2. Guia local na Etiópia falando espanhol;
3. Grupo pequeno, máximo de 15 participantes;
4. Roteiro cuidadosamente desenhado por especialistas no destino, que permite uma boa visão da Etiópia histórica e de suas tribos mais tradicionais;
5. Já inclui o imposto de remessa internacional (IRRF) e gorjetas para motorista e guia local.

Não inclui:
- Taxas de embarque;
- Despesas com documentação;
- Qualquer outro item não mencionado como incluído.

Importante: Esta viagem exige um número mínimo de 15 participantes para que o grupo seja confirmado. A confirmação ou não da saída será até o dia 24/08/2018 (ou antes, caso já tenhamos atingido o número mínimo de participantes).
Caso a saída não atinja o número mínimo de participantes e os participantes pagantes quiserem manter a viagem, o valor final será revisto e rateado. No caso de não concretização da viagem, o valor pago será integralmente devolvido.

Este roteiro poderá ser cancelado ou reajustado por motivos de caso fortuito ou força maior, bem como para se adaptar a possíveis alterações de voos e/ou frequências aéreas.
 
Forma de pagamento da parte terrestre:
Cheque (de pessoa física, sujeito a aprovação por instituição financeira) ou Cartão (de pessoa física emitido no Brasil):
30% de entrada à vista e saldo parcelado em até 6x.