TERRAMUNDI Viagens
+55 11 3060-5821

12
-dias-

- - - A PARTIR DE - - -

consultar

- - - PRINCIPAIS ATRAÇÕES: - - -

Da Ilha Sul à Ilha Norte em quatro rodas por duas semanas percorrendo os cartões-postais do país. De Queenstown a Auckland, passando por lagos, montanhas, glaciares e fiordes, tudo ao seu ritmo.

Nova Zelândia de carro

Nova Zelândia de carro

Sempre à esquerda: dirigindo pelas ilhas norte e sul

Interesses

  • ao-ar-livre Ao Ar Livre
  • lua-de-mel Lua de mel
  • na-estrada Na Estrada

Quando ir

  • Jan
  • Fev
  • Mar
  • Abr
  • Mai
  • Jun
  • Jul
  • Ago
  • Set
  • Out
  • Nov
  • Dez
Quanto tempo ficar

14 a 20 dias



Vale a pena conhecer

Auckland, Rotorua, Tongariro, Wellington, Kaikoura, Glacial Franz Josef, Queenstown e Dunedin
 



QUER UMA PROPOSTA SOB MEDIDA?
----------------- OU ------------------
Quer uma Proposta Sob Medida?

Solicite AquiSolicite Aqui

LigarLigar

Alugue o carro em Auckland para rodar por duas semanas de norte a sul. As paradas na Ilha Norte podem acontecer em Rotorua, centro da cultura maori, e no Parque Nacional Tongariro, bom para trekking. Passando Wellington chegam os imperdíveis da Ilha Sul: Kaikoura, para ver baleias e golfinhos; Punakaiki, para visitar o Parque Nacional Paparoa; Franz Josef, onde fica o glaciar que lhe dá nome; e Wanaka, para curtir o lago em seu entorno. Queenstown, com suas atividades de aventura, e o fiorde de Milford Sound encerram a viagem em grande estilo.

MOTIVOS PARA VIAJAR – O jeito mais agradável de conhecer esse país tão bonito, pequeno e diverso é de carro, parando onde der na telha para explorar os lugares no seu tempo. A Nova Zelândia possui algumas das estradas mais cênicas do mundo, e o asfalto parece um tapete. Você só tem de aprender a dirigir na mão inglesa. Basta lembrar que o câmbio e a faixa certa estão à esquerda!
 

PAISAGEM DA JANELA – Auckland alia urbanidade e o charme das baías, Wellington respira cultura e gastronomia, Queenstown é dos esportes de aventura. E, entre uma cidade e outra, a natureza é quem dá seu show. Surgem montanhas com picos nevados, gêiseres e poços geotermais borbulhantes, lagos e rios de água cristalina, praias dignas de sonho, fiordes cercados por lindas trilhas na floresta, altas cachoeiras, glaciares sem fim, mares repletos de baleias, golfinhos e pinguins-de-olho-amarelo.
 

NÃO DÁ PRA PERDER – Primeiro, pratique na apaixonante Queenstown todas as atividades ao ar livre com as quais sonhou. Depois, passe dias de relaxamento em Dunedin, uma animada cidade universitária que pulsa em um ambiente histórico. Construída com as riquezas da corrida do ouro, ela preserva um dos melhores acervos da arquitetura eduardiana e vitoriana do Hemisfério Sul. E pode ser uma base para observar os raros pinguins-de-olhos-amarelos da selvagem Península de Otago.
 

POR QUE IR AGORA – Sabe aquelas locações incríveis usadas nas filmagens das trilogias cinematográficas O Senhor dos Anéis e O Hobbit? São todas na Nova Zelândia. Qualquer um pode ter seus dias de Bilbo na Middle-earth original visitando Matamata, ao norte, e as montanhas verdes da capital, Wellington, no centro do país. Quem fizer as trilhas do Parque Nacional Tongariro vai ter as mesmas visões de Mordor, enquanto em Glenorchy, perto de Queenstown, chegará perto da mítica fortaleza de Isengard.
 

EXPERIÊNCIAS ÚNICAS – Está em dúvida sobre qual trilha fazer neste éden do trekking que é a Nova Zelândia? No Parque Nacional Tongariro, onde foram gravadas várias cenas da série O Senhor dos Anéis, uma jornada imperdível é a Tongariro Alpine Crossinq, que, ao longo do dia, cruza as encostas de três vulcões e passa por crateras fumegantes, fluxos de lava petrificados e lagos termais. Outra caminhada clássica é a de Milford Track, que beira por quatro dias a atração mais espetacular da Nova Zelândia, o fiorde de Milford Sound – normalmente explorado em passeios de barco.
 

OLHAR TERRAMUNDI – Vale a pena dar duas fugidas da rota mais batida. O primeiro desvio é para Hawke’s Bay, coração da região vinícola. Outra escapada parte da pitoresca cidade costeira de Kaikoura, cercada por montanhas nevadas e pelo Oceano Pacífico. Bucólica base para navegar observando baleias, aves e focas – e saboreando lagostas frescas –, ela é vizinha de Akaroa, vila mais francesa da ilha, que tem casas históricas e restaurantes que revisitam a nouvelle cuisine. Saem dali barcos que levam a refúgios naturais onde é possível, acredite, nadar com golfinhos.

1° Dia - Chegada a Queenstown

Pernoite: Queenstown

Na chegada ao aeroporto, retirada do veículo na loja da locadora.

Restante do tempo livre para curtir a cidade ao seu ritmo.


2° Dia - Em Queenstown: dia livre

Pernoite: Queenstown

A paisagem do lago e das montanhas faz com que o local seja adequado para todos os tipos de aventuras.

Neste dia, nossa sugestão é fazer um dos passeios mais especiais de Queenstown, o Shotover Jet: um barco de alta velocidade que percorre os cânions dramáticos do Shotover River, com curvas e manobras radicais.

Aproveite ainda para subir de teleférico até o Skyline, um complexo que além de oferecer vistas panorâmicas imbatíveis do alto do Bob's Peak, proporciona ainda uma variedade de atrações incluindo o Ziptrek (tirolesa) e o divertido "Luge", descida no carrinho tipo rolimã de três rodas.


3° Dia - Em Queenstown: dia livre

Pernoite: Queenstown

Mais um dia livre para explorar o destino como preferir.

A dica é realizar um passeio cênico de barco a Milford Sound para admirar a magnitude dos fiordes.


4° Dia - Ida de Queenstown para Franz Josef, passando por Wanaka (aprox. 365 km)

Pernoite: Franz Josef

Viagem com destino a Franz Josef, passando pela bela região de Wanaka, que abriga os lagos mais tranquilos da Ilha Sul.

Na chegada a Franz Josef, explore uma das principais atrações da Nova Zelândia: as geleiras.

Sobrevoe de helicóptero o Glaciar Franz Josef e o Glaciar Fox e pouse no topo de uma delas. Se preferir, você pode optar por uma caminhada guiada nas geleiras, o que torna essa experiência ainda mais especial.


5° Dia - Ida de Franz Josef para Punakaiki, passando por Hokitika e Greymouth (aprox. 225 km)

Pernoite: Punakaiki

Deixe Franz Josef e dirija para o norte pela costa oeste, passando por Hokitika, uma cidadezinha à beira da praia, famosa pela produção de jade; seguido pela cidade costeira de Greymouth.

Continuação da viagem até Punakaiki, cidade base para visitar o Parque Nacional Paparoa, conhecido pelas rochas de calcário empilhadas como panquecas, formadas há cerca de 30 milhões de anos.


6° Dia - Ida de Punakaiki para Kaikoura (aprox. 380 km)

Pernoite: Kaikoura

A jornada segue rumo à pitoresca cidade de Kaikoura. Parada certa para apreciar a vida selvagem e degustar frutos do mar (no idioma maori, 'kai' significa comida, e 'koura', lagosta).

Aproveite para realizar um dos passeios de observação das baleias que partem várias vezes ao dia, tanto de barco quanto de helicóptero.


7° Dia - Ida de Kaikoura para Picton (aprox. 160 km) e continuação em ferry até Wellington (aprox. 3h30)

Pernoite: Wellington

Saída em direção a Picton. Dali, embarque na balsa Interislander para travessia do Estreito de Cook até a capital Wellington.

Continue com o mesmo veículo em sua viagem à Ilha Norte.


8° Dia - Ida de Wellington para Napier (aprox. 325 km)

Pernoite: Napier

Partida com destino à pequena cidade de Napier, que foi devastada por um terremoto em 1931 e reconstruída com o estilo arquitetônico fiel da época. Atualmente é reconhecida como a capital mundial do Art Déco.

Outras atrações especiais de Napier incluem a colônia de gansos-patola em Cape Kidnappers e os muitos vinhedos que se beneficiam dos solos da região.


9° Dia - Ida de Napier para Rotorua, passando por Taupo (aprox. 220 km)

Pernoite: Taupo

De volta à estrada em direção a Rotorua, cidade conhecida por sua atividade geotermal.

No caminho, você pode parar na cidade de Taupo, localizada à beira do grande lago.

Restante do tempo livre em Rotorua.

Aprenda um pouco mais sobre a fascinante cultura maori em Te Puia, lar do gêiser Pohutu ou visite o Wai-o-tapu Thermal Valley, com piscinas de lama borbulhante e fontes termais coloridas.

Após um dia de atividades, a dica é relaxar em um dos spas com fontes naturalmente aquecidas.


10° Dia - Ida de Rotorua para Auckland (aprox. 230 km)

Pernoite: Auckland

Viagem com destino a Auckland, também conhecida como “cidade das velas”.

Durante o trajeto, é possível descobrir o set de filmagens Hobbiton, cenário usado nos filmes de “O Senhor dos Anéis” e “O Hobbit” ou parar em Waitomo para fazer um passeio de barco por entre estalagmites e estalactites no interior de uma das cavernas subterrâneas iluminadas de glowworms, pequenos insetos que emitem luz como os vagalumes.

Na chegada, devolução do veículo na loja da locadora. Em seguida, traslado para o hotel.


11° Dia - Em Auckland: dia livre

Pernoite: Auckland

Dia livre para passear pelo centro dessa cidade cosmopolita, fortemente influenciada pela exótica cultura polinésia.

Outra sugestão é visitar a ilha de Waiheke, a apenas 40 minutos de ferry da agitada Auckland, com mais de vinte vinícolas e praias com areia branca perfeitas para nadar, praticar canoagem ou fazer um piquenique.


12° Dia - Saída de Auckland

Traslado ao aeroporto e embarque em seu voo de volta.


RESERVE SUA VIAGEM
Somente parte terrestre

Hospedagem
3 noites com café da manhã em Queenstown;
1 noite com café da manhã em Franz Josef;
1 noite com café da manhã em Punakaiki;
1 noite com café da manhã em Kaikoura;
1 noite com café da manhã em Wellington;
1 noite com café da manhã em Napier;
1 noite com café da manhã em Rotorua;
2 noites com café da manhã em Auckland.

Travessia em balsa
Bilhete de ferry Interislander no trecho Picton / Wellington, compartilhado com outros passageiros.

Traslado
Traslados de chegada e saída em Auckland em veículo privativo com motorista em idioma inglês.

Aluguel de carro
12 dias – modelo Toyota Corolla Sedan ou similar, câmbio automático, GPS, Km livre e seguro.
Retirada no aeroporto de Queenstown e devolução no centro de Auckland.
 
Assistência Internacional
Plano ASSIST CARD. Consulte-nos sobre informações e coberturas incluídas.

Não inclui
⋅ Imposto de remessa ao exterior (IRRF) de 6,38%;
⋅ Passagem aérea e taxas de embarque;
⋅ Despesas com documentação;
⋅ Despesas pessoais como telefonema, lavanderia e gorjeta;
⋅ Passeios além dos citados neste programa;
⋅ Refeições e bebidas não citados nos itens incluídos;
⋅ Estacionamento, pedágio e combustível para o carro alugado;
⋅ Qualquer outro item não mencionado como incluído.

Notas importantes
⋅ A cada 24 horas, é contabilizada uma diária de locação.
⋅ O condutor do veículo deve ter no mínimo 21 anos de idade.
⋅ É necessário chegar em Picton pelo menos uma hora antes do embarque da balsa.
⋅ Os passeios estão sujeitos a condições climáticas.
⋅ Preços não válidos para período de eventos e feriados locais, Natal e Ano Novo.
Formas de pagamento da parte terrestre

Parcelamento em cartões de crédito:
Visa, Mastercard ou Diners: 35% entrada (depósito bancário) + 6 parcelas iguais sem juros no cartão
Amex: 40% entrada (depósito bancário) + 4 parcelas iguais sem juros no cartão

Importante:
⋅ Os cartões de crédito aceitos devem ser de pessoa física e emitidos no Brasil. A primeira parcela do cartão será debitada na data da sua próxima fatura.
⋅ Cartões de crédito emitidos fora do país: o pagamento deverá ser feito à vista, em parcela única.

Parcelamento em cheques:
35% entrada (depósito bancário) + 6 parcelas iguais sem juros (cheques pré datados)

Importante:
⋅ Não aceitamos cheques de terceiros ou de pessoa jurídica.
⋅ Não aceitamos cheques de contas com menos de 6 meses da abertura.

Pagamento à vista: 4% de desconto (depósito bancário)

A cotação do dólar/euro será atualizada ao dia do pagamento do pacote de viagem.