Scroll to top

Como escolher a sua trilha pelo mundo!


terramundi - 14 de fevereiro de 2017 - 0 comments

Caminhar também é preciso! Cada viajante tem milhares de opções de rotas cênicas pelos continentes para sentir o mundo aos seus pés e aprender com novas culturas e horizontes. Que tal escolher um destino que se encaixa no seu perfil e preparar a bagagem para uma dessas experiências transformadoras?

 

Por que caminhar em suas viagens?

Há inúmeras motivações para andar pelo mundo, como o desejo de contemplar as paisagens, a conquista de mais sabedoria no contato com a diversidade cultural, a ânsia pela superação de seus próprios limites, até a busca por momentos de reflexão e autoconhecimento, promovendo mudanças interiores.

 

Caminhar também é um ótimo exercício para trazer mais equilíbrio para o corpo e mente, pois além dos seus inúmeros benefícios para a saúde, é capaz de aumentar o bem-estar e autoestima, ideal para inspirar em momentos de recomeços e mudanças.

 

Assim, unir a experiência de viagem com a prática de trekking é muito prazeroso, somando a oportunidade de visitar lugares especiais com uma atividade simples e recompensadora em muitos sentidos.

 

Escolha sua trilha

Entre as alternativas pelo mundo, dá para caminhar com temperaturas mais amenas ou entre extremos, desde praias de mar azul até montanhas nevadas. Além disso, as trilhas podem ser feitas com o máximo de conforto ou de forma mais simples e com maior ou menor grau de dificuldade, dependendo do relevo e duração do trajeto.

 

Para as pessoas com maior preparo físico, trekkings de 5 ou mais horas por dia em relevos desafiadores são recomendados, já para quem quer andar, mas não tem a mesma disposição física ou gosta de exercícios mais leves, caminhadas mais moderadas e em relevos mais planos são a pedida. Lembrando que, para caminhadas em altas atitudes, você precisa se acostumar com o ambiente no destino antes de iniciar os exercícios e, antes da viagem, é interessante treinar em terrenos de diferentes elevações, fazer uma dieta balanceada, garantir mochila, roupas e sapatos adequados – além de outros itens essenciais – e visitar um médico para se certificar que está tudo bem para a jornada de dias de caminhadas intensas.

 

blog3

Mas o que é um trekking de luxo?

Atualmente, você não precisa andar com muito peso nas costas e nem dormir em barracas ao ar livre com mais riscos, sem conforto e se esquentando na fogueira ao cair da noite. Existem opções de “trekkings de luxo”, que oferecem roteiros em que você pode caminhar durante o dia por trajetos mais curtos junto a guias especialistas em um grupo reduzido e descansar pela noite em lodges ou hotéis charmosos.

Nessas viagens, os participantes são recompensados com acomodações superconfortáveis, quartos aconchegantes, boas refeições, banho quente e até serviços de SPA. Um estilo que diverge do tradicional e atrai um público que quer se aventurar e ter o conforto mais que merecido no fim do dia.

Qual o seu destino?

– Caso você goste de montanhas e aspectos culturais, as trilhas pelo Peru são uma boa pedida, como a tradicional Trilha Inca e os trekkings de luxo oferecidos pela Mountain Lodges of Peru, Lares e Salkantay, com destino a Machu Picchu.

 

1

 

– Na Patagônia Chilena, o destaque fica para o Trekking Circuito W, explorando a beleza do Parque Nacional Torres del Paine sem muito luxo ou se hospedando no conceituado EcoCamp Patagônia, com conforto e segurança nas cabanas arrojadas no meio das montanhas.

 

2

 

– Os aclamados hotéis full experience da rede explora também promovem inesquecíveis trekkings, como as rotas do Deserto do Atacama ao Salar de Uyuni e do Uyuni ao Atacama.

 

3

 

– Já para quem gosta de caminhar junto ao mar, há boas opções pela Austrália, como The Bay of Fires numa viagem incrível pela Tasmânia e The Twelve Apostles, que cruza uma das rotas mais cênicas do país – a The Great Ocean Road. Ambas do selo Great Walks of Australia

 

4

 

SalvarSalvar

Posts Relacionados