Scroll to top

8 razões para levar sua família para Galápagos


terramundi - 19 de março de 2018 - 0 comments

Em uma conversa sobre viagem com criança, nem sempre alguém cita as ilhas de Galápagos, mas isso é bom: elas se mantém entre as mais preservadas da terra e fora da rota comum, sendo ideais para férias exclusivas em família. É daqueles lugares exóticos que quem já foi diz que você vai adorar, e é verdade! Algo que torna o destino tão perfeito? O número de visitantes no Parque Nacional Galápagos é controlado e cada visita de barco é cuidadosamente coreografada para pulverizar o impacto de cerca de 150 mil visitantes por ano, garantindo não só que seu passeio seja tranquilo, mas também que o local não seja ameaçado de nenhuma forma.

 

O ritmo do roteiro é adequado para as crianças bem como os atrativos, como animais que interagem com os visitantes como em nenhum outro lugar do planeta ou um programa lúdico voltado especialmente aos “jovens piratas“. Lobos-marinhos estão por toda parte, garças são anfitriãs das piscina dos hotéis e os mais raros pássaros beliscam simpáticamente o seu lanche. O arquipélago, que inspirou Charles Darwin a fundamentar a teoria da evolução, é dono de uma biodiversidade espetacular e histórias que incluem reis, piratas, caçadores e navios baleeiros, o que torna tudo mais interessante para todos, dos mais novos aos avós.

 

Ainda na dúvida? Confira – tópico a tópico – que faz das “Ilhas Encantadas” o destino perfeito para a sua…

Viagem com Criança

1. A melhor época por lá coincide com o recesso escolar

 

Toda viagem, em família ou não, tem mais chances de ser perfeita se sabemos quando o clima colabora com os passeios. Em Galápagos, o roteiro funciona o ano todo, mesmo na temporada de chuvas (dezembro a maio), mas é na seca (junho a novembro) que tudo fica mais incrível! Essa é a melhor época para observar a vida marinha! Isso porque a Corrente de Humboldt chega às ilhas com força total e, com ela, nutrientes, plâncton e as águas frias – o que resulta na fartura de peixes e em muitas aves que buscam alimento para os filhotes.

 

família passeando por Galapagos

 

2. É para todas as idades

 

Toda criança que mostra interesse por animais está pronta para ir a Galápagos, ou seja, toda criança – certo? A porta de entrada para conhecer o arquipélago formado por ilhas vulcânicas é a Ilha de Santa Cruz, que abriga alguns atrativos da região e é lar de incríveis tartarugas gigantes. Para famílias com filhos até 5 anos, recomenda-se ficar hospedado em um hotel por ali e conhecer as ilhas ao redor com passeios diários. E quem tem criança acima dos 6 anos já pode considerar um cruzeiro, que traz experiências bem diferentes. Alguns têm comodidades para os passageiros menores, como mais espaço e maior estabilidade a bordo, o que evita o enjoo. Leve a criança para conhecer a praia de Tortuga Bay, umas das mais belas de Galápagos, com manguezais, areia branca e águas tranquilas, e dê tempo ao tempo para que ela aprecie os animais espalhados pelas areias e rochas vulcânicas.

 

 

3. Tudo é “Family Friendly”

 

Imagine um destino onde hospedagem, guias, passeios e até os barcos são totalmente adequados para a família? Em Galápagos, isso é 100% possível. “Somos totalmente family friendly nos nossos três barcos e no Finch Bay Eco Hotel em Galápagos. As atividades são adequadas a todas as idades, e todos desfrutam juntos das descobertas que o destino proporciona. É muito comum ter famílias com três gerações a bordo, participando das atividades juntos, justamente o que torna a viagem tão memorável”, conta Ana Alves, representante da Metropolitan Touring no Brasil (que representa o hotel). Crianças de 6 a 12 anos também podem participar do programa “Jovens Piratas” (Pirate Aboard), experimentando a vida de pirata com atividades como caça ao tesouro, aula de culinária, oficina de “nós”, jogos, livros e passeios. É uma abordagem diferenciada onde os temas recorrentes da viagem são tratados com uma linguagem acessível, e através de atividades lúdicas e programações especiais que visam tornar a viagem uma aventura ainda mais rica e completa”, conta Ana.

 

crianças vendo tartaruga gigante em Galápagos

4. Contato próximo com os animais

 

É difícil imaginar experiência mais mágica em uma viagem com criança do que nadar com tartarugas marinhas amigáveis ou brincar lado a lado com leões marinhos à beira-mar. Mas esse destino é uma enciclopédia viva e divertida sobre variadas espécies, e oferece inúmeras oportunidades de encontros muito próximos com animais! Eles não se sentem ameaçados por ninguém, afinal nenhum grande predador terrestre se estabeleceu no arquipélago e nada que chegue por terra representa perigo para os que estão lá.

 

Viagem com criança para Galápagos

 

5. É Educacional

 

Cada cantinho dessas ilhas equatorianas guardam oportunidades únicas para os pequenos viajantes aprenderem sobre o meio ambiente, a natureza e as diferentes espécies. Oferecer equipamentos como binóculos, câmera fotográfica e uma lista com animais e plantas que eles possam ir conferindo com o que veem são  boas formas para que as crianças sintam-se encorajadas para se envolver e aprender com o destino à sua maneira. Há experiências que tornam tudo ainda mais divertido, como snorkeling, caiaque, bicicleta e safári de mergulho para nadar com tartarugas marinhas, tubarões, peixes coloridos… Sim, crianças podem!

 

 

6. Turismo consciente desde cedo

 

A visita às Galápagos cria um sentimento de amor pela natureza. Mais do que aprender sobre os animais, as crianças absorvem conhecimento sobre a importância de preservação, afinal, para respeitar e preservar, nada melhor do que entender como tudo funciona harmonicamente. Uma vez lá, é fácil estimular o turismo sustentável e mostrar que animais não são entretenimento: eles não podem ser tocados, perseguidos ou ameaçados e, em nenhuma circunstância, devem ser alimentados – o que deixa clara a diferença entre o contato espontâneo com as espécies e as atividades que as exploram. Os jovens aprendem ainda a arrumar os calçados no barco todos os dias, para que nenhuma areia ou sujeira possa ser transportada de uma ilha para outra, bem como a não tirar uma única folha do lugar. Graças a essas medidas, Galápagos foi retirada da lista de patrimônios mundiais ameaçados da Unesco, e muitas gerações poderão aprender com o lugar. Pode esperar ver aves exóticas como atobás de patas azuis.

 

 

7. Exposição a uma nova cultura

 

Na Ilha Santa Cruz, a Estação Científica Charles Darwin é um passeio imperdível para conhecer mais sobre as Ilhas, as espécies e os programas de conservação. Há também o programa de reprodução e recuperação das tartarugas-gigantes e as formações naturais Roca Elefante e El Obispo (na Baía Bucanero) são um mix de aulas de biologia e cultura in-locco que desnudam a história local. Pense em aprofundar a viagem cultural passando um ou dois dias em Quito, cidade que possui o maior e mais bem preservado centro histórico da América do Sul. Sua família pode conhecer monumentos e entender a formação do povo de origem indígena. O centro histórico, Patrimônio Cultural da UNESCO, preserva prédios coloniais lindos com atrativos como a Praça da Independência, onde fica a Catedral; a Igreja da Companhia, com o interior todo decorado em ouro; e a Igreja de São Francisco, tão antiga quanto a cidade. No eixo norte de Quito, um destaque curioso principalmente para as crianças: o monumento que divide os hemisférios do planeta, construído no século XVIII, quando a expedição científica francesa definiu a posição exata da linha do Equador.

 

divisão do hemisfério norte e sul no Equador

 

8. Não é preciso muitos dias para as férias dos sonhos

 

Nós sabemos, férias das crianças nem sempre significa férias dos pais. Por isso, escolher um destino que possa ser aproveitado em poucos dias é uma boa alternativa para conciliar trabalho e viagem com criança. Galápagos não exige mais do que 8 ou 12 dias, sendo que se for direto às ilhas, sem passar por Quito, 5 a 7 dias são perfeitos! Se optar por conhecer Quito, acrescente mais dois dias no roteiro e, caso tenha tempo, invista outros dois pela chamada Avenida dos Vulcões, que liga a capital à charmosa Cuenca.

 

embarcação de Galápagos, cruzeiro para crianças

 

SalvarSalvar

Posts Relacionados